-->

Leia antes de iniciar a a leitura no Orquídeas Sem Mistério!

Tutorial do Blog Orquídeas Sem Mistério.

Olá Pessoal!! Estou agora atualizando o Tutorial deste blog, uma vez que ocorreram algumas mudanças em sua funcionalidade tornando o mais pr...

domingo, 27 de setembro de 2015

O cobre e as Orquídeas

Olá pessoal Venho aqui agora para mostrar para vocês o resultado do ensaio demonstrativo feito na "Exposição Orquídeas no Jardim 2015", com o objetivo de demonstrar os efeitos da intoxicação por cobre em orquídeas e quais são os sintomas e como eles evoluem durante o processo de intoxicação. Também este ensaio teve o intuito de comparar este efeito, com o uso de forma correta do cobre, na forma de calda bordalesa, garantindo assim, a proteção contra doenças para a planta e sem causar os efeitos fitotóxicos do cobre.
É muito importante falar de fungicidas cúpricos, pois com a preocupação de se preservar o meio ambiente e a nossa saúde é fundamental que busquemos fontes menos poluidoras e danosas à saúde e ao ambiente e os cúpricos, principalmente a calda bordalesa se encaixa bem neste cenário conservacionista, quando utilizados de forma adequada.
Sem mais delongas vamos ao que interessa pessoal: Segue agora o vídeo com o ensaio e as explicações de forma correta de uso e os efeitos tóxicos.
Fiquem com o vídeo e até a próxima pessoal!


13 comentários:

  1. Olá Andrew, boa tarde!

    Sempre muito boas suas aulas!
    É possível usar a cal hidratada no lugar da cal virgem?
    Já procurei em vários estabelecimentos e só encontrei a cal hidratada.
    Haveria alguma perda de eficácia ou mudança no modo de preparo caso fosse utilizada a cal hidratada?
    Desde já agradeço.

    Herbert

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Helbert! É possível sim, mas para isso em geral se usa o dobro da dosagem para o cal e é interessante fazer aferir o ph para se certificar que ela neutralizou corretamente para evitar problemas.

      Excluir
    2. Obrigado pelo retorno Andrew.
      Farei isso. Depois dou retorno de como as coisas evoluíram.
      Até
      Herbert

      Excluir
  2. e é possivel reverter essa intoxicação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente não, mas caso ocorra uma aplicação acidental de um sulfato de cobre não neutralizado a lavagem imediatamente após a aplicação pode evitar a absorção, mas após absorver a intoxicação é bem rápida. Pode-se aplicar um fertilizante rico em nitrogênio para tentar amenizar os efeitos do excesso de cobre, uma vez que um é antagonista do outro.

      Excluir
  3. A calda bordalesa é eficiente em orquídeas?

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde comprei o Fhort cobre .posso utilizar em orquídeas principalmente vandas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Não recomendo. Produtos a base de cobre o mais indicado é a calda bordalesa.

      Excluir
  5. Apliquei sulfato de cobre na minha baunilha sem antes me informar . Isso foi ontem a noite , dia 1 de setembro , tem alguma coisa que posso fazer pra minimizar os efeitos ? Já lavei bem a planta . Obrigada !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se aplica sulfato de cobre puro deve-se lavar imediatamente, mas mesmo assim já pode ter ocorrido absorção e dependendo da planta ela pode sofrer. Caso os danos tenham sido leves é evitar nova aplicação e cuidar e adubar normalmente com os adubos para ela ir recuperando, mas pode levar um tempo até sua recuperação, portanto nesse período não use nenhum produto a base de cobre, nem calda bordalesa.

      Excluir
  6. Já vi informações muito contraditórias a respeito da calda bordalesa, inclusive de grandes profissionais com bons canais, perfis em redes socias, contra o uso de calda bordalesa em orquídeas, q essa as danifica demais chegando a matá-las, em uma pg de uma paisagista famosa a indicação do uso de 1 vez por semana em plantas doentes, outros tb indicam, é muito confuso, a gente fica s/ saber no q confiar, no pode ou ñ...
    Pq tantas divergências?
    Grata.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então o que acontece é o problema da desinformação desse pessoal todo e a facilidade dos agrotóxicos. A calda bordalesa usada corretamente na concentração correta, ph ajustado devidamente e sem exageros de aplicações não fará problema nas orquídeas, mesmo as mais sensíveis, como os Dendrobiuns, isso foi algo que fiz questão de mostrar neste vídeo do cobre e as orquídeas onde a diferença foi gritante.

      Excluir