-->

Leia antes de iniciar a a leitura no Orquídeas Sem Mistério!

Tutorial do Blog Orquídeas Sem Mistério.

Olá Pessoal!! Estou agora atualizando o Tutorial deste blog, uma vez que ocorreram algumas mudanças em sua funcionalidade tornando o mais pr...

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Phalaenopsis - A "Orquídea Borboleta" Parte 1


Olá pessoal! Como prometido a algumas semanas farei uma postagem dedicada a uma das orquídeas mais cultivadas e apreciadas no mundo inteiro, seja pelas suas belas e vistosas flores com formato assemelhando a borboletas e mariposas, ao qual deu origem ao seu nome e sua grande durabilidade, diversidade de cores, facilidade de cultivo e a grande rapidez em que a planta se desenvolve em relação as demais orquídeas, sendo possível tirar a primeira florada para plantas de sementes em menos de 3 anos e para keikes em poucos meses muitas vezes. O Fato é que por ser uma orquídea muito comum e muito fácil de cultivo ela é muito preferida pelos iniciantes por esses aspectos, só que muitos acabam se enrolando no cultivo desta planta e acabam tendo vários problemas que levam a planta a uma morte rápida muitas vezes e quando não a morte completa sim a morte do caule principal que com algum tempo depois emiti uma brotação lateral e a planta retoma suas atividades.  Esta postagem tentará facilitar um pouco as coisas para quem cultiva Phalaenopsis, tem dificuldades e também curiosidades tratando de assuntos referentes a fisiologia(funcionamento da planta), comportamento na natureza e cultivo e após isso a aplicação desses conceitos em seu cultivo, mas não assustem, pois evitarei ao máximo uso de nomes complicados e termos técnicos do meio científico que possam tornar a leitura maçante e complicada e toda vez que precisar falar tentarei da uma explicação bem simples do que se trata e para facilitar o entendimento dividirei essa postagem em 2 momentos: O primeiro será referente a biologia da planta com relação a sua fisiologia e comportamento em relação aos principais pontos como luz, nutrição, água, floração e desenvolvimento e o segundo momento já sim entrando no cultivo propriamente dito, sempre utilizando muitas imagens para exemplificar.



Começando de fato a postagem depois de muitas perguntas, leitura de materiais e muita, mas muita observação mesmo podemos entender por Phalaenopsis(quando me trato de Phalaenopsis me refiro mais aos híbridos que compramos normalmente, já que em espécies existe uma grande variação de ambientes e distribuição o que dificultaria mais as coisas, além do que espécies de Phalaenopsis ainda são pouco cultivadas no Brasil) plantas de Origem asiáticas distribuídas pelas regiões tropicais e algumas até de um pouco mais de altitude, mas por serem na maioria de regiões tropicais e de florestas densas trataremos estas como plantas de regiões tropicais, quentes e de região de grande sombreamento.


 As Phalaenopsis são plantas tipicamente de crescimento Monopodial, ou seja, elas possuem um caule herbáceo, tenro e curto que possui o meristema apical(a região de crescimento da planta fica la dentro daquele miolinho de onde se vê saindo as folhas novas assim digamos) bastante vigoroso e que é sempre predominante impedindo assim o desenvolvimento das gemas laterais(ficam situadas nas axilas de cada folha), a não ser em caso de morte do mesmo ou quando acontece algum tipo de estresse ou mesmo quando se chega no período reprodutivo da planta e assim a planta apresenta um crescimento típico, indefinido na vertical, assim como vandáceas em geral.
Detalhe do crescimento monopodial
Por essa razão, são plantas desprovidas de pseudobulbos, que por conseqüência gera uma maior dependência de umidade relativa maior e maior constância na aquisição de nutrientes, o que faz com que ela desidrate e tenha deficiência nutricional muito facilmente, o que é agravado ainda mais pela estrutura de suas folhas, pois as Phalaenopsis possuem folhas grandes, largas e consistência mais macia o que implica em uma maior facilidade de perder água por evapotranspiração, entretanto embora ela possua esta desvantagem em relação as suas folhas, por outro lado isso lhe traz uma grande vantagem, que por possuir estas folhas largas ela possui uma grande área fotossintética, o que favorece maior captura de CO2 e assim maior capacidade de produzir seu alimento, aliado a um sistema radicular muito bem desenvolvido, com o Velame(tecido esponjoso de células mortas que reveste a raiz) muito bem desenvolvido, associado a capacidade de realizar fotossíntese  também o que possibilita a planta ter o privilégio de funcionar com um metabolismo mais acelerado e o que explica a rapidez com que essas plantas se desenvolvem em nossos cultivos.



Comparação entre as folhas de uma vanda e uma Phalaenopsis, notem como as vandas possuem folhas bem duras, e reduzidas, enquanto as Phalaenopsis são bem largas, isso já da uma ideia porque uma tem crescimento mais rápido e outra mais lento.

Continuando o assunto, falamos um pouco dos aspectos morfológicos da planta em si e do seu hábito de crescimento, associado as implicações que isso dá em seu funcionamento e comportamento. Agora, outro assunto importante é em respeito ao clima e luz.


Quanto a luz As Phalaenopsis em geral vegetam em florestas mais densas, em partes mais baixas de copas de árvores sendo assim regiões mais sombreadas, mas é fato também que as Phalaenopsis possuem uma grande facilidade em se preparar e se adaptar a situações de alguns momentos de sol direto ou luz mais forte, sem que o tecido da folha entre em colapso e assim a folha "queime" o que já tive o prazer de observar em Phalaenopsis cultivadas em ambientes mais claros que o ideal, e assim suas folhas ficaram amareladas devido ao excesso de luz e também em uma que tenho em árvore que em determinada época do ano na época do inverno ela pega sol forte nos horários mais quentes do dia e mesmo assim não queima. A planta fica com aspecto amarelado, mas suas folhas se mantém firmes e com belas florações e assim que o sol vira no avançar do ano e passa a não bater mais diretamente na planta no período mais quente do dia  sua folha readquire sua coloração normal e ela continua suas atividades normalmente. Outra questão é o inverso essas plantas também tem a grande capacidade de se desenvolver bem em regiões um pouco mais sombreadas do que o habitual o que mostra a grande capacidade de adaptação da planta a períodos de estresse luminoso, o que torna esta uma planta muito boa para o cultivo em apartamentos. 


Segue abaixo o estudo do caso da Phalaenopsis na árvore que em determinada época do ano recebia horas de sol direto nas horas mais quentes do dia e em outra época não e as mudanças na coloração da folha.
início deste ano

mais pra metade do ano

mais da metade do ano


mês de Outubro
Concluindo este assunto, as Phalaenopsis são bem cultivadas tranquilamente em sombreamento entre 50 a 70% com picos em 40 e 80%.


Continuando esta conversa, depois de falar de alguns aspectos gerais em relação a planta, luz, umidade e nutrição entramos agora na questão do funcionamento da planta(fisiologia) em relação a temperatura. Como já dito antes as Phalaenopsis de modo geral são plantas de regiões tropicais, ou seja, plantas de climas mais quentes, tendo seu cultivo adequado em uma faixa de temperatura entre 10 a 35ºC, só que não apenas isso, mas uma das coisas mais interessante em relação a essa planta e a temperatura que é a questão da floração, pois esta é uma planta que tem sua floração induzida quando a temperatura ambiente abaixa dos 20ºC durante a noite, o que explica sua floração ser sempre inverno, primavera e outono, embora se acredite também que o fotoperíodo(horas de luz por dia) também poder influenciar, mas o que já se sabe e o que se manipula em cultivos comerciais é a questão da temperatura fazendo o choque térmico nas plantas para induzir a floração ao longo de todo ano, entretanto fica um alerta neste sentido, pois diferente dos cymbidiuns as Phalaenopsis não suportam temperaturas abaixo de 10 graus por períodos prolongados, o que pode até levar a planta a morte e sendo o ideal e suficiente para a indução de hastes florais temperaturas entre 15 e 20ºC e após o aparecimento da haste a temperatura subindo em geral não se reverte o processo e sim se acelera ele, o que vem a concluir que a planta para diferenciar as gemas laterais(local nas axilas de cada folha que sai as hastes florais) ela precisa do estimulo da temperatura amena por tantas horas para que ocorra o processo e após o ocorrido a temperatura se elevando não reverte o processo, salve nas situações pós floração em que a haste pode ser cortada deixando uma parte com algumas gemas que se a temperatura estiver elevada acima dos 20ºC durante os períodos noturnos ela possa a vir a em vez de diferenciar em uma gema floral virar uma gema vegetativa e então acontecer de produzir um "keik"na haste, o que também pode acontecer nas gemas laterais das folhas, quando em situações de estresses ocorridos por algum motivo aliados a alta temperatura.


Então gente, para dar continuidade ao assunto e a nossa conversa encerro essa parte do funcionamento da planta e suas características morfológicas e de hábito de crescimento esperando que tenha ajudado vocês e caso tenham dúvidas, críticas, sugestões ouvirei todas com muito prazer e tentarei melhorar no que for possível e ajudar sempre que possível e para completar o assunto e quem realmente quiser se aprofundar e entender mais profundamente esses aspectos depois colocarei links direcionando para matérias que falam do assunto e ao blog Orquidofilia & Orquidologia que trata desses assuntos de forma mais aprofundado em relação mais geral sobre as orquídeas e ambientes. Então para juntar as peças desse primeiro assunto de cima entraremos agora no comportamento da planta, uma vez entendido como ela funciona.


Quanto ao comportamento pode-se destacar alguns pontos importantes, não em relação a luz, mas sim em relação a água e a seu ciclo de desenvolvimento que é bem determinado e por isso facilmente manipulado, o que interessa muito quando se pensa no cultivo.


Quanto a questão da água muitos já devem ter lido ou ouvido a questão que Phalaenopsis não gostam de água nas folhas, principalmente acumuladas no miolinho que é onde se encontra a gema terminal de onde surge as folhas novas e sim de fato é uma verdade, pois como já dito as folhas das Phalaenopsis são mais macias e muito sujeitas ao ataque de doenças fungicas e bacterianas, sobre tudo a podridão mole que é a principal doença das Phalaenopsis que é causada por uma Pectobacterium que dizima a planta em poucos dias e para que a bactéria se instale e inicie a infecção é necessário água livre nas folhas e alguma abertura como ferimentos e estômatos(regiões das folhas que possuem aberturas que abrem e fecham e são responsável pelas trocas gasosas e transpiração de água nas folhas)e esta região do miolo por ser muito mais sensível facilmente ela pode ser ferida, até pela própria gota de água que cai ali e assim favorecer o ataque, mas as Phalaenopsis são espertas e sabem bem desse problema e então na natureza, diferente de nossos vasos que sempre vemos elas em pezinhas com as folhas todas voltadas pra cima, elas viram suas folhas sempre inclinadas para o lado e para baixo, o que forma uma calha natural que faz com que a água que bata ali escoe sem que acumule, tanto que essa é uma recomendação a ser plantar Phalaenopsis em árvores que as plante de lado levemente para baixo para evitar que acumule água e dando uma mãozinha para elas, mas mesmo plantando normal elas tenderão a inclinar suas folhas para o lado e para baixo fazendo com que a água não se acumule. Muito inteligente isso não acham?!
Phalaenopsis mais antiga com as folhas viradas para baixo

Phalaenopsis com pouco tempo de árvore começando a inclinar suas folhas

Este comportamento pode está também relacionado a incidência de luz o que também pode favorecer essa inclinação mais o mais importante mesmo é que isso evita o acumulo de água nas folhas, comportamento que não se manifesta no cativeiro de modo geral e então onde se deve ter cuidado com a questão de água nas folhas(assunto a ser tratado na segunda parte da postagem).


Quanto ao outro comportamento importante da planta se destaca o seu ciclo de desenvolvimento bem determinado e facilmente observado no cultivo e para facilitar o entendimento desse comportamento dividirei em fases e depois colocarei uma tabelinha resumindo que facilitará em muito o entendimento. 
Pode-se dividir facilmente as etapas do desenvolvimento de uma Phalaenopsis em: Desenvolvimento vegetativo e Desenvolvimento reprodutivo. O Desenvolvimento vegetativo é a fase da planta em que ela está em plena atividade vegetativa, ou seja, emitindo folhas e raízes novas e em ausência de emissão de hastes florais e a água adequada, a nutrição balanceada e principalmente temperaturas altas entre 20 e 35ºC influenciam essa fase na planta e temperaturas entre 25 a 35º são a faixa em que essa fase se encontra mais acelerada, o que permite que em uma única primavera e verão quentes a planta possa emitir várias raízes e até mais de 4 folhas até o início da fase reprodutiva. Fase adequada para fazer as induções de keikes em hastes florais antigas ou gemas laterais nas plantas que sofreram algum tipo de estresse, seja físicos ou doenças. O desenvolvimento reprodutivo se caracteriza pelo surgimento das hastes florais, embora o processo comece de forma invisível aos olhos bem antes na diferenciação da gema lateral para gema floral vamos considerar o início da fase reprodutiva assim que notamos que a haste floral está começando a despontar na planta e essa fase se caracteriza também pelo termino de desenvolvimento da ultima folha a ser emitida e posterior paralisação do crescimento vegetativo da planta que ainda pode emitir algumas poucas a quase nenhuma raiz e de forma bem lenta neste período, até que se inicie o próximo período de desenvolvimento vegetativo. Quanto a fase reprodutiva podemos subdividi-la em fase pré reprodutiva, que é quando se nota o surgimento da(s) haste(s) e o término de desenvolvimento da última folha e das últimas raízes e se estende até a abertura das flores. Nesta fase é possível manipular o desenvolvimento de hastes, atrasando ou adiantando seu desenvolvimento submetendo a planta a temperaturas mais altas ou mais baixas durante o desenvolvimento das hastes ou procedendo corte de hastes forçando a planta a induzir nova folha e posteriormente nova haste e tudo isso se utilizando do jogo das temperaturas altas e baixas, o que pode garantir a planta florir em diferentes épocas. A fase reprodutiva propriamente dita, que é quando todo crescimento vegetativo de folhas está paralisado e de raízes quase parado ou parado e as flores se abrem, podendo durar mais de 2 meses chegando até a quase 5 meses em alguns casos. Por último, a fase pós reprodutiva, que se caracteriza pela fecundação de flores quando há ou término de floração com posterior ramificação de haste florais para florir retornando a fase reprodutiva e nesta fase a planta pode iniciar também o desenvolvimento vegetativo, caso esta fase pós reprodutiva já ocorra nos períodos de elevação de temperatura. A Característica principal deste período reprodutivo é sem dúvida a questão da temperatura, sendo ela o ponto principal do processo, pois as temperaturas entre 15 e 20ºC noturnas que é comum ocorrerem no outono e principalmente inverno em diversas regiões brasileiras são o suficiente para fazer a indução, pois essa temperatura na planta estimula a produção de hormônios inibidores e alteração do balanço hormonal da planta que inibe todo o crescimento vegetativo da planta e prepara ela toda para o crescimento reprodutivo. Sem dúvida isso é uma forma inteligente de otimizar os gastos de energia da planta para tentar evitar uma possível exaustão, pois para produzir folhas e raízes gasta-se bastante energia e flores e frutos então muito mais e nota-se também que quando as temperaturas vão subindo provavelmente esses inibidores vão deixando de ser produzido e a planta entende que é hora de retomar a atividade botando folha nova e raízes mesmo ainda com flores o que acaba por conseqüência fazendo com que as flores possam durar menos tempo também.
Fase vegetativa plena, desenvolvimento de folhas e raízes.



Fase reprodutiva(pré reprodutiva) - desenvolvimento de haste floral


Fase reprodutiva - floração plena


Fase reprodutiva - total paralisação vegetativa



Fase reprodutiva(pós reprodutiva) - após fecundação de flores com desenvolvimento de cápsulas

reinício da fase vegetativa - emissão de nova folha.
e ressaltando que como essas fases giram em função da temperatura principalmente uma pode sobrepor a outra, no caso da pós reprodutiva junto com o início da vegetativa e a ordem cronológica pode variar de acordo com o clima das regiões e que é possível reverter ou antecipar fases ou atrasar mexendo na temperatura ou eliminando hastes florais ainda no início para tentar induzir crescimento de nova folha, em fim o legal das Phalaenopsis que é possível sem grandes complicações trabalhar e manipular essas fases de acordo com o que queremos sem precisar de grandes investimentos ou instalações, assim como sugere algumas literaturas, bastando criatividade e ousadias(isto será discutido mais detalhadamente na segunda parte da matéria). Para terminar este assunto colocarei agora uma tabela resumindo este tópico para então seguir com o último comportamento e o que assusta a todos que é o comportamento de morte da planta.

Cliquem na tabela para vê-la em tamanho ampliado

Continuando o assunto um dos comportamentos menos compreendidos e mais intrigante é o da senescência nas Phalaenopsis, pois essa é uma planta que quando resolver morrer, dificilmente consegue-se reverter o processo que esta ligado a produção maciça de etileno e outros hormônios e substâncias que estão ligados ao processo de morte dos tecidos da planta. e que é desencadeado por uma série de fatores, muitos em relação ao cultivo mesmo, outros em relação a certos estresses que podem ter causas em pragas, doenças, desnutrição prolongada da planta, falta de água, temperaturas muito baixas, etc. Na prática o que acontece é que a planta começa amarelar as folhas de baixo para cima de forma muito acelerada até que a última folha caia e então a planta morre, só que na verdade pode-se entender também esse mecanismo de colapso de planta, que a princípio parece uma desordem total da planta, um "enfarto fulminante"da planta, uma destruição total e parada total de todos os órgãos da planta, como um mecanismo de renovação da mesma em muitos casos, por exemplo um caso que aconteceu comigo depois da minha mudança de Viçosa-MG para Magé-RJ minhas plantas vieram de mudança em carro e uma das Phalaenopsis ficou com sintomas parecidos com a podridão mole nas folhas que provavelmente pode ter sido por causa do calor no carro que literalmente cozinhou parte das folhas e afetou a gema terminal dela. O fato é que mesmo não todas as folhas afetadas e as raízes todas sadias ainda a planta sentiu e entro em estado de colapso perdendo uma a uma suas folhas até ficar basicamente caule e raízes que se mantiveram vivas e saudáveis e mesmo aquele caule aparentemente morto depois de 1 mês e pouco iniciou brotação de uma gema lateral(era auge do verão) que deu origem a um keik que se beneficiou do sistema radicular da velha planta e então rapidamente ele se desenvolveu e em apenas 6 meses por aí ele emitiu haste floral no período de frio e hoje está completamente florido com uma excelente floração, o que reforça que nem sempre esse comportamento das Phalaenopsis significa morte e sim renovação, pois lembramos que elas são monopodiais, folhas macias e largas, sem pseudobulbos o que desfavorece a planta em relação a armazenamento de reservas, mas já por outro lado com um sistema radicular muito bem desenvolvido, com velame espesso e capacidade de fazer fotossíntese podemos parar e pensar. "Se a Phalaenopsis faz isso pode ser pra tentar aproveitar as poucas reservas existentes nas folhas jogando para o pequenino caule e às poderosas raízes que irão fornecer um pouco de nutrientes para tentar botar uma gema lateral para brotar e assim salvar a planta para ela continuar existindo." Esse pensamento é válido e parece bem lógico e nos diz como a natureza é sábia e está preparada para tudo.
A mesma Phalaenopsis após termino da floração em Agosto de 2010


mudança de Viçosa-MG para Magé-RJ Dezembro 2010 preparando as plantas para embalar


mudança de Viçosa-MG para Magé-RJ Dezembro 2010 essas são as plantas embaladas

11/01/2011

 03/02/2011

 03/02/2011

03/02/2011


 25/02/2011
25/02/2011

07/03/2011

23/03/2011

11/04/2011

06/05/2011


17/05/2011

27/05/2011

03/06/2011

 17/07/2011
 17/07/2011
17/07/2011

12/08/2011

28/09/2011


17/10/2011

Como vocês podem ver nas fotos este foi um ótimo exemplo mostrando esse mecanismo de renovação das Phalaenopsis e a rápida recuperação e o mais interessante que mesmo com as temperaturas baixando dos 20ºC durante as noites nos meses do outono e inverno a nova planta por ser jovem manteve o vigor vegetativo até o final da terceira folha e início da quarta folha, onde então a planta já sendo em si induzida a floração e florindo normalmente como se fosse uma planta grande, o que pode também nos dizer que mesmo as Phalaenopsis sendo plantas bastante precoces elas possuem um mecanismo que impede que plantas jovens demais emitam floradas e tenham um desenvolvimento mínimo de folhas para que então ela possa adquirir a condição adulta e entra na fase reprodutiva normalmente. 


Gente encerro então esta primeira parte da postagem esperando que tenha ajudado a vocês no cultivo e entendimento desse belo gênero de orquídeas que são as Phalaenopsis e como sempre digo tendo dúvidas, querendo dar sugestões ou críticas é só entrar em contato através de alguma forma encontrada neste blog. Até a segunda parte com o cultivo propriamente dito gente!

156 comentários:

  1. E só emoção ler suas informações e ver sua sabedoria no cuidado com as orquideas! E a recuperação das orquideas então! ve-las floridas que por sinal são lindas é um encanto Divino!!! parabens pelas flores, e pelas informações valiosas sou apaixonada por estas flores e tenho umas seis orquideas que vão muito bem graças a Deus! um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprei uma hoje e queria tela por muito tempo.Como tiro brotos da planta.Gostei muito do seu Blog!!!!

      Excluir
    2. Olá Vania! Qual orquídea você comprou? Se for uma Phalaenopsis dá uma lida na segunda parte da matéria sobre Phalaenopsis pode ser que te ajude com relação a brotos se for o caso.O link da postagem é esse aqui: http://orquideassemmisterio.blogspot.com.br/2011/10/phalaenopsis-orquidea-borboleta-parte-2.html Qualquer dúvida é só perguntar que tentarei te ajudar. No mais tenha uma ótima semana e até a próxima!

      Excluir
    3. Gostaria de saber se esta planta é uma phalenopsis

      Excluir
  2. Em primeiro,eu o parabenizo pelo blog e por seus conhencimentos sobre o assunto,e tabém pelas suas plantas que são belas,e que assim continuem...bem,eu gostaria saber se seria certo colocar um pouco de canela em pó sobre as raízes para induzir uma nova brotação,pois eu li eu um blog sobre este assunto que isso funcionaria.enfim eu assim o fiz,mais queria saber se não prejudicará a minha planta.
    um abraço e até a próxima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! A canela em pó dizem que estimula brotação, entretanto não há comprovação cientifica que ela teria essa capacidade, entretanto já é comprovado seus efeitos como antimicrobiano, sendo assim ela é um ótimo antiséptico para ser aplicado em cortes e machucados na planta impedindo assim a entrada de doenças e a outra vantagem é sua durabilidade, já q uma vez que bate água no pó ele se adere ao local por u bom tempo. Pode aplicar sempre que preciso sem problemas!

      Excluir
  3. Muito bom seus ensinamentos
    eu comprei vinte plantas que vieram sem vaso
    e com tres aconteceu o relatado por você
    apos plantadas, gostaria de perguntar se apos periodos longos sem agua, nao teris sido hiperhidratação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luiz! Bom geralmente os problemas relacionados ao excesso de água ocorrem pelo fato que o excesso de água encharca o substrato deixando esse ambiente pobre em oxigenio e assim as raizes das orquídeas que são muitos exigentes na respiração sufocam e morrem por asfixia, a planta então sem raízes vivas fica sem ter por onde absorver água e nutrientes e desidrata e por mais que se coloque água e adubo ela só vai piorando, a menos que não se tome uma medida para contornar e corrigir a causa do problema. Portanto, a rega da orquídea é uma arte, não existe receita td depende das suas condições do local e tempo e durante o ano o periodo de rega pode variar várias vezes, cabe a você sempre verificar a hora certa para molhar as plantas e assim ir tentando seguir esse padrão até q seja necessário muda-lo.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato novamente que terei prazer em ajuda-lo! Até a próxima!

      Excluir
  4. Olá,em primeiro agradeço por tirar a minha dúvida sobre a aplicação da canela em pó,e agora gostaria saber se a torta de mamona junto com a farinha de osso seria um bom fertilizante para orquideas.
    um grande abraço e até a próxima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! a torta de mamona e a farinha de osso são 2 adubos usados com uma certa frequência, geralmente são usados como complementação da adubação mineral sendo usados uma colherzinha no canto do vaso sem deixar em contato com as raízes a cada 3 meses sem abrir mão da adubação mineral. Em geral costuma dar um bom resultado, agora se você usa adubos minerais muito nitrogenados ou adubos completos pode correr o risco de ter excessos de nutrientes e causar intoxicação na planta, portanto deve-se ter muito cuidado com as dosagens e os períodos de aplicação. Outra coisa é que o adubo orgânico de modo geral aceleram a degradação do substrato e podem atrair mosquitinhos indesejados e lesmas e caracóis, portanto ao uso deles deve-se vigiar bem e ir observando o que está acontecendo. Essa combinação de farinha de osso e mamona vai muito bem quando se usa adubos do tipo 20 20 20.
      Bom espero ter te ajudado, mas surgindo mais dúvidas é só entrar em contato novamente. Tenha uma boa semana e até a próxima!

      Excluir
  5. Olá,eu estava cultivando as minhas Phalaenopsis em vasos de fibra de côco,vi que estava errado e mudei para vasos de cerâmica,coloquei brita no fundo e fiz um mix de casca de pinus+carvão,os vasos são próprios para isso,pois são furados nas laterais e fundo.enfim acho que acertei agora.e as plantas estão emitindo uma nova folha,sinal de que está tudo certo com elas,acertei?
    abraço e até a próxima.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sim os vasos de fibra de coco não são aconselháveis para orquídeas, diferente do antigo xaxim eles não apresentam bons resultados para o cultivo. Já os vasos de barro são ótimos e para as Phalaenopsis os de plástico são melhor ainda, mas nos de barro elas também vão bem. Continue regando e adubando direitinho que elas vão te recompensar com belas flores!

      Um excelente fim de semana e até a próxima!!!

      Excluir
  6. Olá,eu sempre que posso,pego mudas de orquideas para aumentar a minha coleção,enfim a poucos dias eu consegui uma espécie de Catlleya bem diferete das que vi até agora,pois a diferença esta nas folhas que são 2de um lado e 1do outro,pois as que eu ja tinha comtem 1 ou 2 folhas,sendo uma de cada lado,então que tipo de catlleya é essa?a cor da flor eu não vi,pois ja acabaram e todas foram germinadas e tem a "bolsinha de sementes".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Você teria como enviar fotos da planta para o e-mail do blog para dar uma verificada? o e-mail é orquideassemmisterio@gmail.com
      ficarei no aguardo das fotos! No mais, uma ótima semana e até a próxima!!

      Excluir
  7. Olá,eu comprei uma Phalaenopsis que veio plantada eu musgo quase que por 100%,a pergunta é a seguinte...esse tipo de substrato não danifcará as raízes dela?já que mantém a umidade por muito tempo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá esse substrato, principalmente em locais mais quentes pode ser mais complicado sim, pois ele demora muito para secar e ainda deteriora muito rápido em climas mais quentes. Os produtores de são Paulo, que geralmente estão em locais mais frios e com ambiente controlado conseguem usar ele tranquilamente, mas nos nossos cultivos é mais dificil. Como já está começando a esfriar talvez já esteja passando o melhor momento para o replante das Phalaenopsis, mas se ainda estiver fazendo calor a noite por aí ainda consegue replanta-la, mas caso o replante para um substrato novo mais arejado não seja possível agora você pode fazer vários furos no vaso de forma a melhor a ventilação do mesmo fazendo com que o musgo seque mais rápido. Também só molhe o substrato quando este se apresentar seco até o fundo para evitar sufocamento das raízes.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar novamente em contato. No mais, uma ótima noite e até a próxima!

      Excluir
  8. Muito obrigado por me orientar no caso acima,agora a minha dúvida é com o substrato que veio muma orquidea que comprei do tipo(Oncidium Wild Cat 'Carmela')que veio plantada em pedra brita número 0 e mais nada,eu até a transplantei para um vaso maior e coloquei o mesmo tipo de pedra.Será que este substrato seria o certo?eu comprei o fertilizante 10 10 10 mais não diz que se dilue em água,somente usa-se assim mesmo e depois rega-se,ele pode ser diluído assim mesmo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! quanto a brita é sim um bom substrato, mas deve-se ficar atento que ele é um substrato que não retem umidade por quase tempo algum, então requer regas mais frequentes e adubação também frequente. Quanto ao vaso, uma dica é que as orquídeas precisam ficar em vasos o mais apertado possível. Orquídeas não apreciam vasos muito largos precisando estes serem proporcional ao tamanho da planta tendo em média espaço para mais um ou 2 bulbos estourando 3 bulbos crescerem e como a colmanara entouceira muito lentamente, você pode manter ela em vasos o mais junto e apertado possível que elas apreciarão bem.
      Quanto ao adubo esses granulados NPK que vendem não são aconselháveis para usar em orquídeas, porque eles são muito concentrados e liberam uma grande quantidade de nutriente rapidamente, que causará queimadura nas raízes e pode levar a planta a morte. Orquídeas precisam de nutrientes em doses homeopáticas, por isso os diluidos e próprios para orquídeas são os mais indicados, fora que este NPK 10 10 10 não é completo, falta vários nutrientes e logo sua planta também apresentaria problemas nutricionais sério. Um adubo que recomendo para quem tem pouca planta é o Biofert Orquídeas que é próprio para orquídeas para uso semanal e inclusive vende pronto uso e um outro que é ainda melhor e para quem tem muita planta é mais apropriado é o BeG orquídeas multinutriente, que você compra direto pelo site: www.begflores.com.br. Também outro adubo completo balanceado formulado especificamente para orquídeas. Agora este que você comprou não use!

      Bom mais uma vez espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só escrever! No mais, uma ótima semana e até a próxima!

      Excluir
  9. Adorei o post! Acho que a minha phalenopsis está em colapso!! Ela não tem mais raízes, apenas o caule(que parece estar morto) e duas tímidas folhas! Vou ter fé e esperar para ver,ela tem tanto significado pra mim que seria uma tristeza vê-la morrer! Valeu pelos ensinamentos!!

    ResponderExcluir
  10. Muito boa sua matéria, sempre acompanho seu blog. Vc tem alguma dica para salvar uma phalaenopsis que perdeu todas as raizes, mas está com as folhas bem durinhas e ñ estão desidratadas, ainda?
    Agradeço
    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luciana Olha perda das raízes pode ser por substrato velho e excesso de rega, como agora não é a melhor época para o replante por causa do frio você pode tentar forçar ela a enraizar no mesmo vaso, mas antes me diga algumas coisas. Como você está regando? E a adubação? Você sabe dizer se o substrato está muito velho?

      Phalaenopsis em geral não gostam de substratos ácidos por isso os replantes destas são mais constantes, geralmente no máximo de 2 em 2 anos sempre nos períodos quentes do ano.

      Dependendo da situação aí você pode tentar utilizar um adubo enraizador como hidrofert raíz ou mesmo vitamina b1 para desestressar a planta e tentar ajudar no enraizamento. Se Você tiver como enviar algumas fotos dela para poder ajudar melhor seria ótimo. Envie para o e-mail: orquideassemmisterio@gmail.com

      Bom espero ter ajudado alguma coisa, mas ficarei no aguardo das fotos para poder ajudar melhor. No mais, um forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    2. Boa Tarde Andrew

      Obrigada pelos elogios, fico muito feliz de saber que estou fazendo +ou- certo com minhas meninas!! Quanto a pobrezinha em questão, aonde estou ñ sei se encontro o hormônio que indicou, mas vou continuar tentando fazer ela ficar viva! Só uma dúvida, aqueles fiapos de raíz ainda absorvem alguma coisa?
      E outra coisa que sempre me persegue é referente a luminosidade, estava lendo suas matérias sobre este assunto e realmente noto que as orquídeas tem uma adaptação razoável, tanto que quando chegava a época de falta de sol na janela em questão elas sempre iam definhando e morriam, mas este ano como providenciei a iluminação artificial elas estão indo bem, mesmo que ñ seja a quantidade ideal, acho eu, estão prosperando e ñ definhando. Até uma vanda que comprei e que veio com haste, cresceu colocou os botões e floriu por 30 dias. Eu comprei até um luxometro pra vc ve a minha ":neura" em relação a isto!!! Mas a quantidade de lux que li que as phalaenopsis precisam pra emitir hastes e florir ñ chega nem perto do que consigo com esta iluminação. Li que para florirem precisam de 8000 a 10.000 lux, e consigo algo em torno de 2000 a 3000 lux e elas estão florindo( emitindo haste ñ sei se vão chegar até os finalmente). Você já realizou alguma esperiência medindo a luminância no seu orquidário? Elas realmente conseguem se adaptar muito bem a baixa incidência de luz, pelo que percebi, principalmente as phalaenopsis. por este motivo decidi cultivar mais esta espécie.
      Muito obrigada pela atenção e aguardo suas informações.
      Luciana

      Excluir
    3. Olá Luciana! Desculpa a demora em responder, mas esta semana fiquei doente e nem consegui mecher com o blog e responder as mensagens dos leitores e mal ficar no computador. Em fim agora aqui vamos ao que interessa hehehe. Pois é a questão da luz é fundamental sem sombra de dúvida mas é muito variável dependendo da espécie de orquídea, e como esta se trata de uma das famílias botânicas existentes a diversidade em relação a luz é maior ainda. Geralmente a medição de quantidade de luz é muito usada para pesquisas e experimentos, geralmente no cultivo amador ou mesmo profissional dos grandes orquidários comerciais os testes de iluminação são basicamente feitos visualmente, pois o visual acaba que lhe dá uma maior precisão do resultado, do que o próprio luximetro pois a própria coloração da folha lhe dá todas as informações em relação a luz, nutrição e outras variáveis de interesse. No caso as Phalaenopsis como você mencionou mesmo é uma planta bem adaptável a ambientes mais sombreados e também ambientes mais iluminados, mas não tolera o sol direto e nem uma penumbra muito intensa, tanto que é uma das orquídeas mais indicadas para quem mora em apartamentos, dando uma ótima planta para interiores.
      Quanto a pesquisa da necessidade mínima de lux para elas florirem, provavelmente você somando a luz artificial mas a natural em muitos períodos do ano consegue-se facilmente, mas o que vai ser fundamental mesmo para a indução floral dela será a queda da temperatura, com noites com temperaturas abaixo dos 19ºC. Uma vez a haste aparecendo a planta já foi induzida e então é difícil da haste paralisar ou abortar, só se houver mudanças mais bruscas para tal fato, mas se as suas estão florindo bem e normalmente não há com o que se preocupar e é só continuar fazendo o seu cultivo habitual e curtindo suas meninas!
      Recomendo dar uma lida no item do cultivo avançado na parte que diz respeito as Phalaenopsis, pois deve te dar mais alguma ajuda sobre a questão e quanto a questão de experimentos com luminosidade não é muito difícil achar artigos científicos falando sobre este assunto para orquídeas.
      Bom espero ter te ajudado e desculpa a demora em responder. No mais, tenha um ótimo fim de semana e até a próxima Luciana!

      Excluir
  11. Boa Tarde Andrew

    Gostaria muito de agradecer toda sua atenção e que bom que está melhor do seu mal estar!! Muita saúde pra vc! E pode deixar, se eu tiver alguma dúvida, te pertubo denovo!!rsrs.
    Abraços
    Luciana

    ResponderExcluir
  12. Olá, como vai? Eu achava que minha Phalae tava bonita, mas percebo que não! Não sei por qual razão ela não fica com raízes verdes! As raízes dela estão sempre secas e marrons com poucas quatro ou cinco raízes mais verdes! A tenho há três anos, sendo que anualmente vinha florindo, com uma haste baixa e com poucas e pequenas flores. Não sei mais o que fazer! Pedi auxílio de uma blogueira, porém não recebi resposta quanto ao melhor tipo de vaso. Assim, acabei colocando-a num cachepô de madeira. E agora em minhas buscas, vi que elas gostam mais de vasos transparentes. Será que ela vai morrer se eu deixá-la neste ou será que ela se adapta?
    Não sei mais o que fazer! Este ano ela não quis dar flores, não fiquei assustada pois sei que é normal florir a cada dois anos, mas quero que ela fique bem! Quanto a adubação, diluo bem o nkp e faço-a em todas as regas, pois se a fizer de tempos em tempos acabo esquecendo! O que será que tenho feito de errado?
    Agraços e Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patricia! quanto as Phalaenopsis estas são plantas que crescem em caule único sempre para cima e por isso não tem necessidade de passar para vasos maiores geralmente. Pode ser plantadas em vasos plásticos coloridos ou transparente, tanto faz e o maior cuidado delas é que não se deve deixar o substrato ficar velho demais, geralmente se recomenda o replante anual ou no máximo de 2 em 2 anos das mesmas, sempre no período quente do ano, geralmente no verão, que é a época em que elas estão emitindo folhas e raízes novas e assim não prejudicará a floração no período do frio.
      Pelo que vi você está usando adubo NPK e constantemente, qual seria este NPK que você está usando e qual dosagem? Geralmente estes adubos não são muito adequados, primeiro costumam ser incompletos e não contem cálcio, elemento fundamental para um correto desenvolvimento da orquídea e uma boa floração e resistência da planta, por isto ela não está florindo bem e este ano ainda não floriu, geralmente uma Phalaenopsis sadia mesmo replantando todos os anos floresce normalmente e muitas vezes com mais de uma haste ao mesmo tempo. As pontas secas de raízes também podem ser devido ao excesso de adubação, pois o excesso de adubação queima as raízes, uma vez os adubos minerais são nada mais nada menos que um conjunto de sais e esses sais quando muito concentrado levam as raizes a desidratação e assim elas secam, consequentemente eles também fazem a planta perder água, fora o risco de intoxicação por excesso de alguns elementos. Como a época agora não é adequada para replante das Phalaenopsis faça uma rega bem forte com água pura para lavar bem o substrato e então use o mesmo adubo que citei mas a cima no e-mail de forma semanal nas dosagens recomendadas, assim sua planta aos poucos vai se recuperar e quando o tempo esquentar e ela começar a emitir novas folhas você poderá replantar normalmente, lembrando de sempre firmar bem a planta ao vaso.

      Bom espero ter te ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato novamente.!

      No mais, tenha um ótimo fim de semana e até a próxima Patrícia!!

      Excluir
    2. Obrigada pelo auxílio. Vou comprar o enraizador, a vitamina e etc. e vou esperar o verão chegar para replantá-la. Acredito que esse período sem floração a ajudará a se recuperar! Obrigada mesmo, ainda não havia encontrado ninguém disponível a ajudar desta forma! Parabéns pelos seus posts, pois são muito esclarecedores e completos! Me empolguei tanto que acho q vou acabar com um mini orquidário em casa. Só me falta a grana! rsrs
      Ótimo fim de semana pra ti tb!

      Excluir
  13. Comprei uma phal há um mês e meio mais ou menos e ela veio com haste floral, fui fazer o replante e notei q suas raízes estavam podres. Por fim não sobrou raiz pra contar história!
    Ela estava com 4 folhas tive q retirar 2. Agora uma das duas q restaram partiu-se ao meio sozinha e esta murchando. Ela ficou na UTI um tempo mais mofava naquele toquinho onde nascem as raízes. (esqueci o nome dele! ) Retirei a haste floral para que ela não gastasse energia, mas agora ela esta amarelando no começo da folha na parte rente ao caule. O que faço pra tentar salvar ela? Esta agora amarrada a um toquinho de carvão. Mas moro em São Lourenço no sul de MG e aqui é bem perto da Serra da Mantiqueira e no momento está muito frio. Levei ela pra parte de cima do terraço onde tem boa iluminação e ventila muito bem . Como faço pra ela ter raízes? Coloquei ela dentro de uma leiteira com 1 L de água contendo uma gota de super triver + 3 gotas de complexo B + 4 gotas de própolis. E agora o que faço? Pensei em colocar ela numa cadeira embaixo da mesa que fica perto do fogão como uso sempre o forno ele aquece um pouco a cozinha e levaria um, pouco de calor a ela.
    Pois aqui como te disse está muitttooo frrrio! Desculpe pelo testamento! kkk. Estou te enviando fotos dela para o seu e-mail e vandinha q te relato num e-mail enviado, ela morreu! =(

    Desde já agradeço por sua ajuda e atenção!

    Tenha uma bom final de semana!
    Atenciosamente,


    Luciana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Luciana! Bom infelizmente as notícias não são boas para essa planta, pois o seu caule já foi completamente comprometido não sobrando caule maduro para que houvesse um enraizamento e em questão de tempo ela por não conseguir absorver nem água nem nutriente entrará em colapso completamente.
      No cultivo de Phalaenopsis alguns pontos são importantes como: O replante na época adequada, geralmente o período quente do ano entre os meses de dezembro e janeiro são os meses mais recomendados para o replante, quando a planta está em plena atividade vegetativa e não costuma comprometer a planta nem a floração neste período; qualidade do substrato, pois o substrato da Phal deve ser muito bem drenado e adequado para sua região, geralmente se usa substratos mais grosseiros como pinus e carvão mais grossos, pois as Phals tem raízes bem grossas. Se a sua Phal veio em sfagnum e sua região é mais quente o excesso de umidade acumulado nesse substrato que já deveria estar velho pode ter sido o que ocasionou todos esses problemas. Quanto a rega da Phal tem q tomar muito cuidado para não regar demais e principalmente dentro das folhas, pois elas não toleram excesso de umidade, ainda mais dentro das folhas, o que favorece a podridão bacteriana, que deve ter sido o que atacou a sua e matou a planta. Regue ela sempre que o substrato estiver seco, independente do tempo que leve para isso ocorrer e quando comprar uma Phalaenopsis e o substrato estiver velho e não estiver no período adequado para o replante como é o caso agora faça furos laterais no vaso para aumentar a ventilação e cuide dela com cuidado adubando e curtindo a floração até chegar a hora certa do replante. As Phalaenopsis apreciam replantes anuais, ou no máximo de 2 em 2 anos, sem comprometer as florações.
      Quanto a usar o sistema de UTI para Phalaenopsis geralmente não dá bons resultados pelas características da planta em não tolerar excesso de umidade, sendo assim geralmente a recuperação delas é feita ao natural em vaso em tamanho adequado ao da planta.
      Outra questão que pode também ter ajudado aí é o seu clima. Locais aud possuam outono e inverno com temperaturas noturnas inferiores a 10ºC por períodos prolongados ou mais frio ainda não são indicados para o cultivo das Phalaenopsis e nem das vandas, pois com essas temperaturas elas podem entrrar em paralisia total do crescimento e no caso das vandas ela pode ficar assim por muito tempo, sem contar que as plantas podem entrar em colapso, e vir a morrer. O jeito se possível é sempre proteger essas plantas em local com temperaturas mais elevadas durante a noite mas se não tiver jeito a melhor opção é adquirir orquídeas que possuam melhor adaptação ao seu clima certo?
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato novamente Luciana. No mais, um ótimo final de Domingo! Até a próxima!

      Excluir
  14. jefferson melo piedade12 de junho de 2013 21:10

    ola amigo gosto muito do seu blog.
    tenho duvidas?
    1º posso molhar phalenopsis com agua de torneira?
    2º como usar adubo peter coloquei 1 colher de cafe 3 litros de agua
    e queimo as raizer da phalenopsis,vanda secou as pontas
    cymbidium amarelou tudo as folhas
    no que errei?
    agradeço desde já

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jefferson! Obrigado pela visita!
      quanto a água de torneira vai depender da concentração de cloro existente nela, concentrações baixas de cloro em geral não trazem problema, agora se a água tiver um cheiro de cloro forte é bom fazer o descanso ou usar água de caixa dágua se possível.
      Quanto a questão do adubo de fato o que é habitualmente usado para adubo peters é uma colherzinha rasa de café para 1L de água embora possa ser menor a dosagem que funcionará até melhor, mas me diga: Qual é a formulação do seu adubo peters?
      você saberia dizer qual o PH de sua água??
      Essas informações são importantes, porquê é estranho ter queimado raízes e folhas com uma concentração baixa assim. Quanto de solução de adubo você colocou para cada planta?

      Desde já ficarei no aguardo das respostas e qualquer outra dúvida é só deixar sua pergunta. No mais, tenha um ótimo domingo e até a próxima!

      Excluir
  15. quero por gentileza que você falasse sobre vandas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá em breve, assim que tiver um bom material farei uma postagem específica sobre vandáceas e outros grupos dando algumas dicas gerais sobre o cultivo das mesmas, mas tendo qualquer outra dúvida é só entrar em contato que terei o prazer de ajudar. No mais, tenha um ótimo domingo e até a próxima!

      Excluir
  16. Olá, ganhei uma orquidea phalaenopsis com flores brancas e tom rosado. As flores já secaram, mas não cortei a haste.Só a replantei em um vaso de barro com fibra de coco. As folhas estão murchas e um pouco amareladas, porém notei que a ponta da haste cresceu uns centímetros e apresenta alguns botões. Estou fazendo a rega com um enraizador desde que as folhas começaram a murchar, porém as folhas continuam muito feias. O que pode estar causando este problema?Por favor aguardo o retorno de vocês. Adorei esta matéria ela me foi muito útil! drezza_6@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andresa!
      quanto as Phalaenopsis são plantas que gostam de boa umidade relativa do ar e uma boa ventilação, não tolerando substratos muito ácidos, muito salinizados ou muito abafado, como é o caso das fibras de coco desfiadas de modo geral. Esta época também, que é uma época de temperaturas mais amenas não é uma época adequada para o replante das Phalaenopsis pois é uma época de pouca atividade vegetativa e em que a planta está florida ou se preparando para florir, portanto a melhor época para o replante é o verão. A questão do vaso também é importante, pois vasos grandes demais também ajudam a acumular muita umidade e a criar um ambiente abafado o que não é bom e o substrato para as Phalaenopsis devem ser bem drenados e arejados mais grosseiros permitindo um melhor desenvolvimento das raízes. A planta está desidratando ou pelo fato que o substrato está ficando encharcado demais e por ser um substrato mais ácido e salinisado as raízes estão morrendo e a planta não consegue absorver água, ou o substrato está ficando seco demais por falta de rega e elas estão desidratando por falta de água.
      Gostaria se possível que enviasse fotos da planta para o e-mail do blog para dar uma olhada melhor certo? Envie para: orquideassemmisterio@gmail.com e então veremos ao certo o que está acontecendo.
      No mais, tenha uma ótima semana e qualquer outra dúvida é só entrar em contato novamente.

      Excluir
  17. nossa você respondeu é difícil as pessoas dar atenção assim parabéns mesmo e obrigado
    O ph eu não sei o peter é 9 45 14 .

    tem que molhar antes a planta e depois molhar com o adubo ou pode molhar direto com o adubo peter .

    1= tem raiz da vanda que é seca no começo e verde no final(ela é viva ainda)?

    2=quantos dia a raiz da phalenopsis pode ficar molha sem prejudicar ela(ex chover vários dias).

    agradeço desde já ANDREW

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jefferson! olha quanto essa fórmula é uma fórmula muito desbalanceada e incompleta que usam as vezes para estimular enraizamento devido ao alto teor de fósforo, mas esse excesso de fósforo pode prejudicar o metabolismo do potássio na planta.
      Prefira para orquídeas fórmulas mais completas e balanceadas e que tenha cálcio, pois este peters não tem cálcio e alguns micronutrientes fundamentais o que é fundamental para o desenvolvimento da planta. Procure fórmulas no mercados mais adequadas para orquídeas que sejam completas e com cálcio ou use uma fórmula mais balanceada como peters 20 20 20 em dosagens menores e complemente com um adubo organico como o bokashi de 3 em 3 meses. Existem também o Biofert orquídeas ou o BeG orquódeas que são excelentes adubos completos e balanceados para orquídeas que darão bom resultado em seu cultivo.

      quando a questão de molhar ou não é sempre bom molhar o substraoto antes de adubar pois melhora o transporte de nutriente para dentro das raízes, lembrando que a adubação deve ser feita principalmente via radicular. Se a raíz estiver firme e com a ponta vende é de fato uma raiz viva e está se desenvolvendo.

      Quanto a raiz das Phalaenopsis enquanto ela estiver verde não precisa ser molhada. Uma dica boa é sempre enfiar o dedo até o fundo do substrato e verificar se está úmido ou seco, se estiver seco é hora de molhar, se estiver úmido não é hora de molhar.
      Bom espero ter te ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato.

      No mais tenha uma ótima semana e até a próxima!

      Excluir
  18. COMO FAÇO PARA NAÕ APODRECER MAIS O MIOLO DA MINHA PHALAENOPSIS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! O mais importante para evita apodrecimento nas Phalaenopsis é evitar molhar o seu miolo ou fazer a rega mais cedo se possível para dar tempo da água secar até a noite. Outro ponto importante é a chuva. Se possível proteja-as das chuva pois elas ficam muito vulneráveis com a chuva constante e as noites mais frescas a podridão bacteriana que é a principal doença das Phalaenopsis. Também evite o excesso de rega e a falta de rega, sempre molhe ela quando o substrato estiver seco tentando molhar apenas o substrato e faça uma adubação com um adubo completo e balanceado para orquídeas que contenha cálcio para fortalecer a planta.
      Tendo mais dúvidas é só entrar em contato. No mais tenha um ótimo domingo e até a próxima!

      Excluir
  19. OLA MEU NOME E´ GISELI, MORO EM JOINVILLE AQUI è MUITO FRIO E UMIDO TENHO VARIAS ORQUIDEAS FUI SO COMPRANDO E AGORA OS PROBLEMAS COMEÇARAM VIM OS PROBLEMAS PHALAENOPSIS APODRECENDO O MIOLO ORQUIDEAS COM COCHONILNAS FOLHAS COM MANCHAS AMARELAS UMAS NAÕ FLORECEM UMAS AS FOLHAS NOVAS COMEÇAM APODRECER NAÕ SEI O QUE FAZER ME AJUDA A SALVAR AGRADEÇO MUITO

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gisele! Você teria como enviar foto das suas plantas e dos locais de cultivo para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com, para poder te ajudar melhor?
      Quanto as Phalaenopsis de fato elas são muito sensíveis ao frio e se estiver acumulando água no seu miolo com o clima mais frio favorece a podridão bacteriana que é a principal doença das Phalaenopsis. Me diga como é a adubação das suas orquídeas e a rega? o ambiente é bem iluminado e ventilado? elas pegam chuva??
      Fico no aguardo das respostas e das fotos para poder te ajudar melhor. No mais, tenha um ótimo domingo e até a próxima!

      Excluir
  20. olá meu é Pâmella moro no mato grosso do sul, comprei duas mudas de Phalaenopsis em janeiro deste ano , era meu sonho ter uma Phalaenopsis,mas aqui no meu estado é muito caro cerca de 70,00, dai viajando para o sul comprei em um orquidario de beira de estrada, paguei 10,00 em cada muda.
    cheguei em casa e cuidei com muito carinho, troquei de vasinho, coloquei casca de coco, pedra brita e carvão e molhei sempre que estava seca, com o passar do tempo em maio comecou a aparecer manchas amareladas nas folhas,que foram tomando conta até que apodeceram todas as folhas, sobrou só uma em cada mudas mas acho que vão apodrecer tambem,mas as raizes estão muito bonitas. o que eu faco ela irá morrer.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pâmela! olha provavelmente ela teve podridão bacteriana q atinge principalmente as folhas e é a principal doença das Phalaenopsis. Geralmente o excesso de umidade junto com o clima mais ameno favorecem o desenvolvimento da doença. Uma maneira bem simples de previnir esta doença é evitando molhar o miolo das folhas pois o acúmulo de água favorece a doença. Tente molhar sempre só as raízes e o substrato ou molhar em horários mais cedo para evitar que as folhas fiquem com água durante a noite. Você também pode previnir o ataque dessa doença pulverizando chá de canela em pau bem forte na planta tda q ajuda a previnir doenças.
      Quanto a essas plantas q já foram afetadas se o caule se mantiver vivo e as raízes boas pode ocorrer que saiam brotos laterais do seu caule quando começar o tempo a esquentar e aí a planta pode vir a se recuperar, então mantenha os cuidados normais.
      Bom no mais se tiver como enviar fotos das plantas para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com e me dizer também qual adubação você faz também vai ajudar a te ajudar certo?
      Bom espero ter ajudado e fico no aguardo das fotos. No mais tenha um ótimo fim de semana e até a próxima!

      Excluir
  21. ola é a paemlla aqui di novo, muito obrigado pela dicas, as minhas orquideas estão brotando novamente, muito obridado mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Que bom!! Fico feliz que pude te ajudar, mas sempre que precisar é só entrar em contato novamente!
      Forte abraço e até a próxima!!

      Excluir
  22. Bom dia, quero desde ja dar-lhe os parabéns pelo seu blog e por estas dicas todas!! Gostaria de saber mais sobre o "mecanismo de renovação" das Phalaenopsis uma vez que tenho uma que acho que está a morrer, as folhas começaram a apodrecer e cairam todas mas as raizes ainda se encontram "durinhas", ha possibilidade de a salvar?? o que devo fazer?? ja tentei fazer UTI mas aparece sempre mofo...
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Madalena! Obrigado!
      Então quando a Phalaenopsis sofre algum estresse grave como ataque severo de pragas e doenças ou ferimentos graves e ela perde suas folhas, mas suas raízes e seu caule se mantem intacto geralmente elas emitem brotações laterais no caule e retomam o crescimento. Quando isso acontece o mais importante é evitar replantar, trocar o substrato ou mesmo por na UTI. As UTIs para as Phalaenopsis não dão um bom resultado. Neste caso o melhor é manter os cuidados normais molhando as raízes sempre que o substrato estiver seco e adubar normalmente e aguardar. Ela pode ou não se recuperar, mas a chance nestes casos é grande então mantenha os cuidados normais.
      Após o broto se desenvolver e emitir umas 3 raízes e estas estiverem com uns 3cm de tamanho então ela poderá ser destacada do caule e ser replantada em outro vaso pequeno com substrato adequado para as Phalaenopsis ou em uma árvore ou uma placa de cabeça para baixo.
      Quando a planta se recuperar deve tomar muito cuidado para evitar que ocorra as podridões e ataques de pragas e uma das principais maneiras 'é um bom cultivo com boa adubação e regas adequadas com um ambiente com boa luminosidade sem sol direto e boa umidade ambiente e principalmente proteger da chuva e evitar jogar água no miolo das folhas no período da noite.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato novamente. No mais tenha uma ótima semana e até a próxima!

      Excluir
    2. Agradeço muito a sua disponibilidade mas infelizmente as raizes acabaram por secar :(

      Excluir
  23. Olá Andrew, parabéns pelo seu blog! Como faço para plantar orquídeas no tronco, deixo o caule das flores para frente ou não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Em geral vc planta ela com o caule q une os bulbos, o rizoma encostado no tronco e os bulbos para fora, agora se for uma Phalaenopsis q não tem bulbo nem rizoma a planta deve ser amarrada de cabeça para baixo ou de lado e sempre que for amarrar uma orquidea na árvore amarre sem vaso e sem substrato com as raizes totalmente limpas.

      Excluir
  24. Voce é uma pessoa maravillosa !
    Trabalho com mirtilos e oliveiras e gostaria de començar com orquídeas, ja tenho encaminhada capsulas de Phal e de Dendrobium nobile. Moro em Chui- RS na fronteira com Uruguai
    A consulta è: acha posivel que faça uma compra em orquideario de Niteroi para ir acostumandome com o manuseio de elas? elas suportaram os 3 días de chegada pelo Sedex?, o seria melhor em outra data or simplesmente esperar?
    obrigadissima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Cristina! Bem vinda ao cultivo de orquídea. Sim as plantas seja comprada pelo orquidário de Niterói ou outro orquidário de sua preferencia aguentam sim. Fica uma ressalva para as Phalaenopsis não por causa do transporte em si, mas que sua região é de clima frio e as Phalaenopsis são plantas indicadas para climas mais quentes. Elas paralizam totalmente o desenvolvimento em temperaturas inferiores a 10graus por períodos prolongados e podem até morrer e também não toleram geadas. Seu desenvolvimento se dá melhor em temperaturas entre 20 e 35graus e para o florescimento temperaturas noturnas entre 15 e 19 graus. Os Dendrobiuns, cymbidiuns, boa parte das Cattleyas dentre outras para climas mais amenos e frios sem problemas.
      Bom espero ter te ajudado, mas tendo dúvidas é só perguntar. Forte abraço e bom cultivo!

      Excluir
    2. Ola Andrew, obrigada por suas sugestoes, eu trabalho com estufas grandes e posso adequar uma pequeña dentro das outras visando controlar a temperatura no inverno, eu acho que tenho muito que experimentar e aprender !!! Ja me chegaron em otimas condiçoes as mudas de Niteroi, em algum tempo conto para voce como estao elas, grata

      Excluir
    3. Olá!! Fico feliz e fico no aguardo sim!! Boa sorte com o cultivo e sucesso Cristina!

      Excluir
  25. Boa noite!
    parabens, pelo blog. Muito util.
    mandei 2 emails com fotos para sua opiniao.
    desde ja agradeço.

    Marlene (marbenedito@ig.com.br)

    ResponderExcluir
  26. Minha orquídea também cozinhou as folhas com o sol... o que eu faço?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Espere a queimadura secar naturalmente se a folha não foi tão afetada assim e tente tomar cuidado para evitar novas queimaduras de sol pois pode matar a planta.

      Excluir
  27. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  28. Olá,meu nome é Claudinéia ,em outubro ganhei uma Phalae com flores brancas,,mais estou preucupada até agora nada de novos brotos,só notei tipo um "olhinho bem proximo raiz,será hastes se for demora desenvolver? Agradeço desde já..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Claudinéia! As Phalaenopsis são plantas monopodiais, ou seja, elas crescem em um caule único indefinidamente para cima emitindo folhas e raízes novas, dificilmente emitem brotos laterais. As Phalaenopsis, de modo geral, possuem dois períodos bem distintos durante o ano e é bem interessante tentar manter esse comportamento para se ter uma planta mais saudável. No período mais quente do ano que é a segunda metade da primavera, verão e primeira metade do outono ela tende a emitir raízes e folhas novas sendo esta a melhor época para fazer o replante das mesmas, sendo indicado replantar ela anualmente, uma vez que as Phals não gostam de substratos velhos e ácidos. No período mais frio do ano que é a segunda metade do outono, inverno e primeira metade da primavera é o período de indução floral e floração propriamente dita. Nesta fase com temperaturas amenas abaixo de 19 graus a noite elas tendem a diminuir ou paralisar o crescimento de folhas e raízes e emitir hastes florais e flores. Neste período não se recomenda o replante pois a planta está em baixa atividade e se preparando para florir. Além desses detalhes é importante manter uma boa nutrição com adubação balanceada e completa e local com boa luminosidade mas sem sol direto e com regas adequadas sempre molhando quando o substrato secar. Para que a Phalaenopsis emita folhas e raízes com mais facilidade é recomendado o corte total da haste floral assim que o tempo começar a esquentar para que a planta se concentre em vegetar e se fortalecer para a próxima temporada de floração. Verifique também a qualidade do substrato e como está o enraizamento dela. Tendo mais dúvidas é só entrar em contato novamente.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  29. Meu nome é Diva e sempre que posso leio este maravilhoso blog e cada vez aprendo mais um pouco sobre a Phal, agora preciso de uma ajudinha. Há 2 anos nasceu numa Phal um Kaike que cresceu muito, esta com 6 folhas, mas nenhuma raiz e nesse periodo não deu mais flores. Cansada de esperar as raizes para retirar essa muda, radicalizei, cortei a haste abaixo do 1º olhinho e coloquei numa UTI,com esfagno umido com enraizador e vedei bem. Agora lendo os topicos vi que não aconselha UTI para a Phal, pelo excesso de umidade. E agora, deixo o fasco destampado? Tem algum metodo para essa muda não morrer, pois esta muito linda.Deixei ainda a haste que sobrou para ver se desenvolvem com flores, estou certa? Outra duvida... tem Phal que as raizes saem dos vasos(vejo em fotos) e as que tenho em vasos plasticos as raizes ficam no fundo do vaso...somente... por que isso acontece? Agradeço a atenção e aguardo resposta...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diva! Realmente não é muito recomendado colocar Phalaenopsis adultas em UTIs devido ao excesso de umidade, já que suas folhas apodrecem com certa facilidade, mas como você já colocou a um tempo e ainda está com a haste mantenha lá e vá observando, mantendo o cuidado, até porque ela está sem raiz. É pouco comum um keike demorar tanto tempo assim para enraizar, mas se ele enraizar depois pode-se destacar da haste mãe e replantar em um vaso normalmente.
      Quanto as raízes saírem pelos lados do vaso e por cima é super normal, pois as raízes delas gostam de ficar bem arejadas, uma vez que são bem exigentes e elas também vão para onde tem mais umidade, agora se no seu caso elas estão se embolando em baixo verifique se o substrato não está muito compactado e abafando as raízes e caso esteja velho faça o replante na próxima temporada de calor. As Phalaenopsis gostam de substratos bem arejados e grosseiros, já que suas raízes são bem grossas.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    2. Olá Diva! Realmente não é muito recomendado colocar Phalaenopsis adultas em UTIs devido ao excesso de umidade, já que suas folhas apodrecem com certa facilidade, mas como você já colocou a um tempo e ainda está com a haste mantenha lá e vá observando, mantendo o cuidado, até porque ela está sem raiz. É pouco comum um keike demorar tanto tempo assim para enraizar, mas se ele enraizar depois pode-se destacar da haste mãe e replantar em um vaso normalmente.
      Quanto as raízes saírem pelos lados do vaso e por cima é super normal, pois as raízes delas gostam de ficar bem arejadas, uma vez que são bem exigentes e elas também vão para onde tem mais umidade, agora se no seu caso elas estão se embolando em baixo verifique se o substrato não está muito compactado e abafando as raízes e caso esteja velho faça o replante na próxima temporada de calor. As Phalaenopsis gostam de substratos bem arejados e grosseiros, já que suas raízes são bem grossas.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    3. Estou muito feliz hoje... notei atraves do pet que o meu keike esta apresentando algo "verdinho" no meio do esfagno bem na parte inferior. Como não posso abrir o frasco (plantei em 9.4.2014 há 37 dias atras) acho que estão começando as primeiras raizes. Mantenho o frasco do lado de dentro de um vitro que pega bastante luz, mas tem sombra.Vou continuar torcendo para que sejam raizes... obrigada pela atenção e pelos conselhos...abraços
      Diva

      Excluir
    4. Isso aíi!! continue com a dedicação que ela vai se recupera!!

      Excluir
  30. Olá preciso muito de ajuda estive viajando a 2 semanas e cheguei hj a moca q cuida da minha casa molhou de mais uma D minhas orquídea e estou desesperada pq acabei d ganhar e nao sabia da existencia dela assim q vi ela estava ainda na embalagem de presente e com o fundo cheia de agua ela caiu as 2 folhas e ainda esta com a aste cheia D flores retirei ela da embalagem e ate mesmo do vaso de plástico ta tudo super molhado e as raízes quebrando eu nao sei o q fazer por favor m ajude sera q ainda posso salva lá ?? :( é uma orquídea borboleta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Você teria como enviar fotos dela para o e-mail do blog para avaliar melhor a situação?
      o e-mail é: orquideassemmisterio@gmail.com
      Fico no aguardo das fotos. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  31. Ola,adorei suas explicações,realmente nunca tinha encontrado alguém com tanta boa vontade para compartilhar .Bem,Lendo tudo que escreveu,percebi que cometi o erro de trans plantar minha phal para uma arvore agora em agosto,ela esta bem viçosa, que devo fazer par não judiar ainda mais dela.Desde já agradeço sua gentileza em dividir tanto conhecimento.Abç Regina SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Bom como você já efetuou o replante para a árvore o melhor é não mexer mais e por ser uma planta vigorosa e está plantada em uma árvore ela não deve sentir muito. Agora é só cuidar direitinho e adubar regularmente para que fique bem bonita!
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  32. oi gosto muito do seu blog é bem explicado então tenho uma orquidea vanda há uns tres anos ela já floriu uma vez porém de dois anos pra cá ela não floriu mais uso o 202020e o bokashi a cada tre meses mais de um tempo pra cá estou notando que ela está com as folhas um pouco amarela e com as folhas mole devo fazer o que por favor me ajude

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Bom, é possível que sua planta esteja com problemas com o substrato. Não só a adubação deve ser equilibrada e completa, mas as demais condições também devem estar de acordo, seja o substrato, o ambiente de cultivo, as regas, etc. Se o substrato já estiver ruim as raízes podem estar morrendo ou mortas e a planta definhando e ainda pode estar ocorrendo o ataque de caracois e lesmas que gostam de substrato velho, e aí de nada adianta adubos bons.
      Verifique como está a qualidade do substrato, as raízes e o ambiente, e se precisar mudar faça as mudanças.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  33. bom dia,meu nome é Marcia,desde lá agradeço por estar me ajudando então troquei o substrato a uns dois meses
    as raizes dela estão verdes e ela fica na varanda o local
    é arejado e pega o sol da manhã jogo água duas vezes ão dia será que devo colocar alguma vitamina me ajude novamente obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Marcia! É fundamental agora fazer uma boa adubação para que ela tenha um bom desenvolvimento. Se você tem poucas plantas você pode adquirir o Biofert Orquídeas que é um bom adubo e prático de usar. Use uma vez por semana na dosagem recomendada e sua planta estará bem nutrida.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  34. obrigado,vou fazer isto que voçe falou
    e assim que eu obter resultado entrarei em contato mais uma vez obrigado por me ajudar

    ResponderExcluir
  35. Ola me chamo Silvia , adorei seu blog e obrigado por nos ajudar. Sou novata no ramo mas já adquir 4 Plalaenopsis mas gostaria de sua ajuda , hoje adquiri mais uma em uma exposiçao ,la aproveitei e comprei o adubo que ele vendia~. Um em liquido que e pra aplicar a cada 15 dias esse e de floração e o outro a cada 10 dias de manutenção , perguntei sobre a quantidade de NPK ele me disse que era 134013 o de manutenção e o outro algas sera que são bons , e se for depois que acabar qual poderei usar. (há e para borrifar nas folhas os dois). Aguardo sua resposta , se poder me respondar por e-mail tbm(Sivia1980msn@gmail.com) Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Silvia! Qual seria o nome desses adubos? Os adubos para orquídeas podem ser borrifados nas folhas mas deve molhar principalmente as raízes, pois são elas que irão absorver os nutrientes de fato.

      Você para adubar corretamente orquídeas ou qualquer planta precisa fornecer todos os minerais essenciais, inclusive o cálcio. Existem várias maneiras de se fazer isso, mas também existem adubos mais práticos completos e balanceados e formulados para orquídeas facilitando os trabalhos.
      Uma dica é o Biofert Orquídeas, bom adubo e ótimo para quem está iniciando e relativamente fácil de encontrar.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  36. Olá Andrew, bom dia!
    Percebi hoje que minha phalaenopsis está um uns bichinhos minúsculos (sério, muito muito pequenos...1mm ou menos) brancos correndo pelo substrato...eles andam muito rápido!! Há uns dias percebi as folhas de baixo (mais antigas, né???) meio "caidinhas" ... achei que era porque esqueci de regar semana passada e deu um calorão por aqui (SC)...ontem fiz a rega e hoje pela manhã percebi esses pontinhos brancos correndo pelo substrato...o que pode ser??
    Espero que nada grave...pois além deles, percebi também que uma nova haste está nascendo e uma nova folha também ... já faz mais de 1 ano que não vinha uma haste nova...só folhas...
    Ah, ela fica em um vaso de vidro sem furos...por conta disso, dentro do vaso tem no fundo pedrinhas brancas, e entre o substrato e as pedrinhas ainda coloquei uns pedacinhos de carvão vegetal...tenho feito a rega com pulverizador (somente água) pra poder molhar as folhas também, sem entrar muita água dentro do vaso...

    Cintia

    ResponderExcluir
  37. Olá Cintia! esses bichinhos brancos podem não ser nada demais, mas sim indicadores de substrato velho e muito úmido e falta de ventilação. A folha desidratada pode ser ou por excesso de água e falta de raízes na planta ou por falta de água e quanto ao vaso de vidro sem furos não é uma boa ideia, pois essas plantas são muito exigentes quanto a ventilação nas raízes e mesmo em sistemas de semi hidroponia, onde existe um reservatório de água no fundo que não fica em contato direto com o substrato o recipiente precisa ter furos laterais suficientes para garantir boa ventilação das raízes, pois sem isso elas sufocam e morrem e a planta fica comprometida. O mais indicado é quando possível fazer a troca para um vaso comum de tamanho apropriado para a planta e aí trocar o substrato botando um novo e apropriado para orquídeas e eliminando as raízes mortas, depois é os cuidados normais regando sempre que o substrato secar e adubações regulares.
    Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato. Forte abraço e até a próxima!

    ResponderExcluir
  38. Olá. Boa noite!
    Está de parabéns com o blog!!! Bela iniciativa!!
    Desde já obrigada!!
    Gostaria de uma ajuda. Ganhei há uns 4 meses uma orquidea, e como sou iniciante estou com algumas dúvidas. A orquidea veio num vaso transparente de plástico e com fibra de coco. Rego regularmente mas notei que há algumas semanas as raízes estão esbranquiçadas e alguns pontos ficando preto. Uma folhinha também está ficando pontos pretos. Andei lendo e parece que são sintomas de apodrecimento.. È isso mesmo? Como devo proceder??? Li em um site que se deve cortar as raizes e folhas podres e colocar num vaso com carvão.. li tbm sobre um passo a passo de CTI.. mas tô meio perdida de como proceder..
    Se puder ajudar agradeço.

    Ana Carolina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana Carolina! Antes de mais nada, você teria como enviar fotos da planta para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com, pois assim poderei ajudar de forma melhor certo? Fico no aguardo das fotos e até lá um forte abraço e até a próxima!!

      Excluir
    2. Oá Ana Carolina! Desculpe pela demora em responder, mas não tive condições de cuidar do blog esses dias todos.
      Então, de fato a folha dela está apodrecendo com toda pinta de podridão bacteriana e é possível que não salvar, ou então que ela perca algumas folhas e emita um novo broto. Se você tiver uma árvore pode ser uma boa amarra-la na mesma colocando-a de lado ou de cabeça para baixo sem substrato algum.
      Esses substratos a base de coco estragam muito rápido e com tempo ficam inadequado para o cultivo aí as raízes enfraquecem e morrem e com tempo a planta enfraquece, desidrata e fica sujeita a essas doenças. O recomendado quando compramos orquídeas é sempre vigiar a qualidade do substrato e na maior parte dos casos proceder o replanta para um substrato de qualidade. Para Phalaemopsis substratos a base de cascas de pinos ou macadâmia,, carvão e brita 1 são os mais indicados, mas não serve estes comprados em floricultura, pois não são tratados e a qualidade é péssima. Um local que indico para comprar acessórios de cultivo e substrato de qualidade é a casa do Orchidophilo. o site é: www.casadoorchidophilo.com.br . Vale a pena conferir la.
      Quanto a rega deves regar a planta sempre que o substrato estiver seco e para isso verificar o ponto enfiando o dedo até o fundo e se notar úmido não precisa molhar, mas se tiver seco pode molhar e molhar com vontade.
      Nas Phalaenopsis deve-se evitar molhar a coroa da planta para evitar o apodrecimento tentando molhar apenas as raízes e substrato.
      Se esta planta ainda estiver viva tente remover as partes afetadas com ferramenta esterilizada e passe canela em pó no corte. Pode-se usar vitamina b1 para tentar ajudar a recuperar, sendo o vitagold um bom produto, usando 2 gotas por litro por semana e junto usar um bom adubo completo e balanceado para orquídea e que tenha cálcio na fórmula.
      regue sempre que necessário evitando as folhas.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só perguntar e recomendo que faça leitura no blog Orquídeas Sem Mistério das postagens referentes ao cultivo de Phalaenopsis para lhe auxiliar com o cultivo das próximas que virão e nunca desista de cultiva-las só porque teve problema com a primeira. Isso faz parte do aprendizado e logo ficará craque com o cultivo delas. Boa sorte e forte abraço! até a próxima!

      Excluir
  39. E la vem eu tira seu sossego amigo cmo tô sempre lendo tudo por aq sempre tenho alguma duvida sobre a phal andrew tnho 1 q ganhei em junho d 2013 p cada flor q caia das 5 hastes q tinha nascia +2 ou 3 flores ficou assim at mesdos d novembro passado qando caiu a ultima flor 1hast cortei p engano fico 4 q tive pena d corta qando o substrato tava feio tirei tudo sem tira a planta e coloqei pedaços d carvao e casca propria p orqui continuo molando e adubando e hiuuuruuu agora msmo fui conferire p comenta e 1 das hasts vai florir novamente ja ta inchadinho onde antes era so a marca da flor antiga devo continuar adubando msmo cm botao axo q é botao dpos tiro foto e t mando brigadao amigo o q vc faz por mim e otros amantes leigos das orquideas so Deus pode pagar t loguim abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Sempre adube pois as Phalaenopsis possuem floração longa e nessa época de calor elas continuam enfolhando e enraizando, mesmo floridas, então nunca pare de adubar, mesmo floridas. Sempre borrife substrato e raízes.

      Excluir
  40. Ô eu corrigindo o comentario acima a data da planta q comentei é 12/6/2014 li em algum luga q nao é bom p planta florecer muito tempo procede observaçao p cada flor q caia eu cobria a marca q fica cm po d canela tô muito feliz q vou ter flores em breve pelo q observei os botalzinho começa inchar e em 1/2 mes a flor começa abrir brigadao amigo qal qantidade d forth orquidea coloco agora ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando a planta da sinais de cansaço é recomendado sim fazer o corte das hastes, mas se as plantas estão bem, bem fortes aí é só ir cuidando normalmente, mas sempre ir observando!

      Excluir
  41. Oi, boa noite!
    Gostaria de parabenizar você pelo blog pois é uma grande iniciativa!
    Gostaria de comprar algumas falenopses, você me indica onde posso conseguir a preços acessíveis?
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! A demora em responder foi devido as férias do Orquídeas Sem Mistério, mas agora com o retorno das atividades responderei semanalmente.
      Olha O orquidário 4 estações e Orquidário Oriental costumam ter Phalaenopsis com preços bons! Confira o site deles e o 4 estações costuma ter promoções com certa freqüência.
      Espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  42. Boa noite, existem orquídeas que florescem em meses diferentes? Uma especie floresce em janeiro, outra em fevereiro, outra em março,etc. Muito obrigado Ligia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ligia! sim tem orquídeas para todas as épocas do ano.

      Excluir
  43. Olá, Andrew! tudo bem? Adorei o blog!
    Guanhei uma phala lilás no dia dos namorados. tenho algumas dúvidas para tirar:
    1- O rapaz da floricultura falou que era para molhá-la uma vez por semana com apenas 3 dedos do copo de agua. Fiz isso no primeiro dia, mas depois pesquisando, li em alguns blogs que na verdade o ideal é colocá-la embaixo da torneira até que a água escorra pelo vaso e deixar sexar. Antes de regar, colocar o dedo para ver se está umido e só molhar de novo quando o substrato estiver seco (+ou- a cada 7-10 dias no inverno). Enfim, na semana seguinte eu coloquei metade do copo para regá-la, só que eu ainda havia deixado a embalagem de presente envolta do vaso. Quando fui tirar uns 10 dias depois de ter ganhado e tendo feito 2 regas com pouca água, vi que tinha acúmulo de água da rega feita no dia anterior e que a haste de metal está enferrujada embaixo. Só que minha planta ainda está com flor e tenho medo de trocar a haste e acabar danificando as raízes ou fazendo as flores cairem. Porém estou muito preocupada que essa ferrugem suba e passe algo para a planta, pois notei que dentro do vaso de plástico transparente estão alguns pontinhos brancos que não sei dizer se já estavam ali e se é normal.
    2- Outro fato é que ela no transporte até lá em casa, rachou uma folha no meio e quebrou a ponta de outra folha. Eu coloquei canela em pó nesses locais, mas não sei o que esperar e se devo aplicar novamente a canela.
    3- ela veio com muitas raízes pelo lado de fora do vaso. Essas raízes que estavam expostas, estavam quebradas em muitas partes e elas foram secando. Algumas estão verde claro na parte de dentro e bem esbraquiçada por fora, mas outras estão completamente secas. Devo retirar as secas ou deixar lá? Isso pode trazer algo ruim para a planta o fato de terem secado completamente? (as raízes de dentro do vaso estão verde bem vivo e parecem esponjosas).
    4- a primeira folha lá de baixo começou a amarelar e enrugar. Sendo que por ficar embaixo das outras, não deve ser pela incidência do sol. O que significa isso? Devo cortar a folha? Percebo que a folha depois dessa (tambem debaixo) está um ver mais claros que as outras folhas de cima, bem verdes.

    obrigada e desculpa tantas dúvidas, mas estou com muito receio que ela morra. =(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Roberta! Bom a primeira coisa quando se ganha uma orquídea ou outra planta de presente é remover os enfeites, pois estas embalagens cortam totalmente a ventilação e respiração das raízes por abafar o ambiente sendo muito prejudicial. Depois esta Phal deve ficar em um ambiente com bastante claridade indireta e realmente as regas devem ser feitas apenas quando o substrato seca, independente do tempo que leva para isso ocorrer.
      QUanto a haste enferrujada não se preocupe, pois não faz mal para sua planta. O ferro liberado é um micronutriente fundamental para o desenvolvimento da planta e ele é liberado em bem pouca quantidade, conforme a haste vai enferrujando sem causar nenhum problema a planta.
      Quanto as folhas danificadas você fez a coisa certa e Não precisa botar mais canela pois já deve ter cicatrizado.
      Quanto as raízes para fora é bem normal e não se deve mexer nestas raízes e quanto as danificadas é muito normal também, mas por enquanto não faça nada nelas. Quando for fazer o replante no verão ai sim você irá fazer a limpeza removendo as raízes mortas.
      QUanto as folhas de baixo que amarelam é muito normal também, ainda mais a planta sofrendo estresse de excesso de água e falta de ventilação, que foi o que ocorreu devido a embalagem, além da mudança de local, mas não faça nada pois é natural e com o tempo a folha cai sozinha, se é que não caiu. O importante agora é fazer os cuidados básicos e adquirir um adubo adequado para as orquídeas, tipo o Biofert Orquídeas e fazer a adubação regularmente para ela se manter sadia, mesmo enquanto florida.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a Próxima!

      Excluir
    2. muito obrigada pela resposta, Andrew! A folha realmente caiu e a folha seguinte a ela la de baixo tambem. Porém agora o padrão mudou. Ela começou a amarelar folhas intercaladas. elas vao ficando completamente amarelas muito rapido e no meio do amarelo ficam uns ponsto verde escuro por dentro da folha, até ela amarelar completamente e cair. Vi que embaixo de uma dessas flores amarelas, tem umas pintas brancas, mas eu passei o dedo para ver se eram cochonilhas e elas não saem. Acho que pode ter dado algum fungo no substrato por ele ser velho, sei lá. Grudado ao vaso de plastico, tem tipo uns musgos verdes (em duas partes apenas). Mas estou percebendo que agora tenho poucas raízes verdes. A maioria parece ter estourado (estão abertas) e ficado marrom, como podres. Já estou a quase duas semanas sem colocar agua nela, pois acho que pode estar prejudicando a proliferação. E quando coloco o dedo no substrato, ainda parece estar bem umido. Estou muito triste e pesquisando em vários lugares, mas não vejo nada semelhante ao meu caso. Mudei ela para um local mais escuro, por medo de ser a claridade em excesso, mas não acho que esse sejja o caso, ou todas as folhas estariam levemente amarelas, ne? Será que consigo enviar fotos para você me ajudar?? Abraços e obrigada de novo!

      Excluir
    3. Olá Roberta! Realmente ela está com uma situação complicada e as raízes já estão todas mortas ou quase todas e a planta está em colapso e esse substrato até deveria ser trocado para tentar salva-la porém não é garantido que ela resistirá, ainda mais se realmente estiver com podridão bacteriana, porém é fundamental fazer o replante imediato para que ela tenha alguma chance. Tirar todo o substrato velho e raízes mortas Usar um substrato de qualidade e se não conseguir substrato adequado para orquídeas use brita 1 pura e pulverize pinho sol na planta para tentar conter o problema de podridão. A proporção é 50ml de pinho sol por litro borrifando toda a planta.
      Quanto ao vaso pode ser o mesmo em que ela tá depois de limpar e desinfetar ele com água sanitária ou pode fazer até vaso com garrafa pet fazendo furos em baixo suficiente.
      Depois mantenha ela em local que não pegue sol, mas seja bem iluminado e vá cuidando regando sempre que tiver seco e ficar na espectativa que ela recupere.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato e para fotos envie para o e-mail: orquideassemmisterio@gmail.com
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  44. Estava a procura de como cuidar de orquideas e achei seu blog, que é maravilhoso. Sempre ganhei orquideas do meu marido, mas as perdia por falta de conhecimento e ambiente adequado para o cuidado.
    Tenho algumas perguntinhas :
    1ªComprei uma chuva de ouro, e gostaria como é o seu cuidado ?
    2ª comprei também uma muda de sharry baby, como ela é da mesma espécie da chuva de ouro Oncidium, se o cuidado é o mesmo ?
    e a 3ª Comprei um bulbo de cymbidium salmão está na embalagem como devo plantá-lo ?
    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ingrid! O cultivo tanto do Oncidium chuva de Ouro, quanto do Oncidium Sharry baby são semelhantes. São plantas que gostam de bastante luminosidade, mas sem sol direto. O ambiente deve ser bem ventilado com boa umidade relativa do ar e quanto a rega deve-se deixar o substrato secar antes de molhar novamente e nunca deixar ficarem encharcadas demais. Molhe sempre que notar que está seca e molhe com vontade. Use um adubo adequado para orquídeas completo e balanceado semanalmente ou quinzenalmente.
      Quanto ao Cymbidium tem certeza que você comprou cymbidium? Onde você comprou a planta? Cymbidiuns não são vendidos assim e sim são vendidos a planta inteira no vaso e essas são plantas terrestres que precisam de frio para florescer. É possível que esta planta que você comprou seja outra planta. Envie fotos para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com
      Bom, espero ter lhe ajudado e tendo mais dúvidas é só perguntar. Fico no aguardo das fotos. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  45. Olá Andrew, leio sempre seu blog, pois estou começando agora a cultivar orquídeas e estou com problemas com uma phal, ganhei já doente, por isso logo depois q caiu as flores eu cortei a haste na altura do caule para q ela guardasse energia de uma segunda floração, retirei do vaso e ela está com apenas duas raízes mais ou menos sadias, estão amareladas, mas firmes o restante estão todas mortas, retirei todas e deixei apenas as firmes lavei bem em água corrente e salpiquei a canela em todo o local, replantei em um vaso transparente com pedra em baixo, substrato com um pouco de adulbo de torta de mamona e farinha de osso(acho q errei aí pq misturei junto) depois prenchi com casca de pinus e estou sem regar por uns dias... O q acha? Obrigada desde já, Thais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thais Você fez praticamente tudo certo, mas quanto ao adubo a dosagem para vaso é uma colher de café no cantinho e no caso das Phalaenopsis é bom evitar adubo orgânicos, pois elas costumam não se dar muito bem com eles. Se voc6e colocou muito pode lhe dar problema aí é bom remover e reacomodar a planta.

      Excluir
    2. Olá Andrew, obrigada por responder, foi exatamente o q ocorreu, as raízes secaram todas, porém as folhas estão lindas e me parece bem sadias, porém estou com medo dela não brotar novas raízes, o q vc recomenda? Gostaria de te enviar uma foto pra vc avaliar e me ajudar a salva-la, é possível?

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. Olá Thais! Envie foto para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    5. Olá Andrew, enviei o email...muito obrigada! Ansiosa pela resposta! Abraço

      Excluir
    6. Olá Andrew, enviei o email...muito obrigada! Ansiosa pela resposta! Abraço

      Excluir
  46. Olá, tenho duas phal que estão com as folhas murchando, moles. e outra está florida, mas com as folhas cheias de manchas pretas e aspecto granuloso em algumas. O que pode ser? Tem solução?
    Estou enviando as fotos.
    https://plus.google.com/photos/108592073749982217445/albums/6210361929086050721?authkey=CO-H9-6RhIvr7AE

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tirce! Sua planta pode está sendo atacada por ácaros e para o combate fazer limpeza das folhas em cima e em baixo com um pano macio umido e depois pode-se pulverizar pinho sol em toda planta durante umas 3 semanas uma vez por semana podendo usar uma dosagem de até 20ml por litro de água.

      Quanto a desidratação verifique o estado do substrato e se estiver muito velho a troca por um novo e de qualidade pode ser necessário. É importante também lembrar que as regas em orquídeas devem ser feitas sempre que o substrato estiver seco e para isso verifique a umidade enfiando o dedo até o fundo e se ele sair seco pode molhar sua planta com vontade e essa rega é feita de acordo com o tempo de secagem, mesmo que esteja secando todo dia. É importante também que tente melhorar a umidade relativa do ar no ambiente em que elas estejam sendo cultivada, caso o ambiente seja muito seco.
      Quanto as lesões mesmo após o tratamento as lesões não mais sumirão, mas as folhas novas sairão limpa.
      Espero ter ajudado, mas tendo mais dúvida é só perguntar.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  47. Boa noite, sou Josiane

    Temos duas phal. que estão plantadas apenas no carvão vegetal.
    Mas elas estão ficando com as folhas enrugadas.
    Será que devo colocá-las no substrato novo ???
    Está saindo folhinhas novas nas duas, mas acho que não estão muito bem...
    Coloquei torta de manona com farinha de ossos.

    Já perdemos algumas....
    Não quero perder essas belezinhas...

    Me ajudem por favor!!???

    Agradeço muito desde já,

    Atenciosamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Suas Phals estão desidratando, provavelmente por falta de água O carvão puro é um substrato muito seco que requer regas diárias, além ter que ter um ambiente com boa umidade relativa do ar para que elas não desidratem com facilidade. Uma alternativa boa é misturar a brita 1 com carvão o que fará o substrato ficar bem melhor e intensificar as regas regando sempre que o substrato estiver seco e tentar melhorar a umidade relativa no ambiente de cultivo também.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  48. Oi bom dia me chamo Michelle hoje minha phalaenopsis perdeu todas aa suas folhas, apliquei canela em seu miolo, as raizes estão saudáveis.Ela esta num vaso plástico transparente devo coloca-la num pedaço de madeira? Será que ainda tem salvação?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Olha é um caso difícil! Geralmente ela perde as folhas pela podridão bacteriana que a atacou e mesmo com as raízes boas não é garantido que ela irá emitir um novo broto lateral. Se o caule principal ainda está bom há uma chance, porém não é garantido. Passar ela para uma árvore pode ser uma opção para tentar salvar mas também não é garantido, mas é uma boa opção.

      Excluir
  49. Olá, ganhei uma orquídea no natal, nunca havia tido uma. Reguei apenas uma vez na semana passada, mas essa semana as flores começaram a murchar. Verifiquei se há excesso de água, mas apenas uma pequena quantia no fundo do pote q é furado e está envolto por um plástico. o q faço para salvá-la?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Deise! Olha, a primeira coisa que devemos fazer ao ganhar uma orquídea é tirar da embalagem de presente, pois ela só serve para abafar as raízes da planta e não deixar a água sair, podendo matar a planta afogada. Se a planta ainda está bem retire toda a embalagem deixando a drenagem do vaso livre. Não use pratinhos de maneira alguma.
      Deixe a num local que bata bastante claridade, mas nunca sol direto, pois sol direto queima as folhas. Deixe em um local com boa ventilação sem ventania e com boa umidade. Quanto as regas sempre regue quando tiver totalmente seco e para ver o ponto enfie o dedo até o fundo do substrato. Adquira um adubo próprio para orquídeas. A sugestão é o Biofert Orquídeas pronto uso.
      Quanto a floração é natural isso a floração já deve está antiga e é natural ela murchar e cair, mas a mesma haste floral ainda pode florescer novamente.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  50. Olá. Tudo bem? Tenho uma orquidea phaleno e ela estava saudável. Costumo borrifar água com vitamina B nas folhas e adubar em algumas épocas. Porém a gatinha de estimação da mimha irmã subiu onde ela estava e arrancou todas as folhas. Sei que é dificil que ela resista a isto, mas você acha que tem alguma chance ou algo que eu possa fazer?
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriele! Olha realmente nesses casos é meio complicado salvar, mas como ela estava bem e se o caule ainda estiver vivo e boas raízes tem chance dela emitir um broto lateral, mas mesmo assim as chances são pequenas. Continue cuidando dela, como se ela estivesse bem e com sorte ela brote.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só perguntar.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  51. Oi Andrew. Espero que responda a minha pergunta, estou bem preocupada. Minha Phalaenopsis está com bastante raiz, mas todas perderam o velame. Já comprei ela bem comprometida e estou tentando salvá-la. Agora replantei em substrato com mais carvão, um pouco de casca de pinus e um pouquinho de sfagno bem espalhado entre o substrato, pois imagino que vá suprir um pouco a falta do velame. Será que fiz certo? O que você sugere? Grande abraço e feliz 2016!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitória! Se as raízes dela estavam mortas o substrato em que ela estava deveria está bem ruim já. Fez o certo em trocar de substrato, mas você utilizou a casca de pinus tratada? Onde comprou a casca de pinus. Se usou sfagnum deve ser bem pouquinho mesmo só pra dar um pouco mais de umidade sem comprometer a ventilação. Se o pinus for o adequado agora é regando ela normalmente, sempre que secar e usar um bom adubo e podes usar algo para ajudar o enraizamento também, para que ela recupere.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    2. Que bom que respondeu. O substrato eu comprei em um orquidario, mas tratei em casa também com água sanitária, assim como o carvão que coloquei a mais. Estou usando o adubo orgânico "viagra" uma vez por semana, mas pretendo utilizar também o Vita Gold para ajudar a sair mais raízes. Espero conseguir salvá-la. Muito obrigada por retornar. Abraços.

      Excluir
    3. Que bom que respondeu. O substrato eu comprei em um orquidario, mas tratei em casa também com água sanitária, assim como o carvão que coloquei a mais. Estou usando o adubo orgânico "viagra" uma vez por semana, mas pretendo utilizar também o Vita Gold para ajudar a sair mais raízes. Espero conseguir salvá-la. Muito obrigada por retornar. Abraços.

      Excluir
    4. Olá Vitória! Isso, mas cuidado: O Viagra é um adubo forte e seu uso é indicado a cada 2 meses no canto do vaso. Em contato direto com a raiz ele pode queima. O mais indicado para Phalaenopsis são adubos solúveis. Adubos orgânicos não são interessante para elas. Procure bons adubos, Uma sugestão é o Forth orquídeas manutenção.
      Bom, tendo mais dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  52. Boa noite,tenho procurado resposta para o problema das minhas orquídeas e nao tenho tido sucesso,espero que vc possa me ajudar.Mas antes de tudo gostaria de te parabenizar pelo seu blog.Tenho algumas orquídeas do tipo phalaenopsis e no momento elas estão em fase vegetativa. Tenho percebido que suas folhas não estão tendo um crescimento adequado. As folhas estão bem pequenas. Gostaria de saber o que está havendo. Tenho essas orquídeas já a algum tempo, é a primeira vez que isso acontece. O substrato é novo. Faço troca a cada dois anos. E adubação uma vez por semana.

    Obrigada pela sua atenção.

    Hozana Costa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Hozana! Olha como é o seu ambiente de cultivo? trocou o substrato a pouco tempo? A planta as vezes pode sentir um pouco o replante e demora um pouco a recuperar, mas depois recupera, mas veja também se ela está tendo um bom enraizamento e se não está tendo pragas como cochonilhas que podem está por baixo da folha e atrapalhando seu crescimento. QUal adubação você usa?

      Excluir
    2. Boa noite,primeiramente quero agradecer pela atenção. O substrato foi trocado a pouco tempo e tenho observado um bom enraizamento em todas. Quanto às pragas q podem surgir, tbm estou atenta e até o momento não tive problemas. Faço adubação folhar uma vez por semana com 20/20/20. Não entendo o q pode estar acontecendo. As folhas estão nascendo mas não estão com um crescimento normal como no ano passado.

      Excluir
    3. Olá! Verifique se o ambiente em que estão não está com pouca luminosidade. Se as folhas estiverem com um verde muito escuro é um indicativo de falta de luz, que atrapalha o desenvolvimento da planta. Folhas pequenas também tem relação com deficiência nutricional que pode está causada por falta de micronutrientes. Qual a marca do adubo você está usando e qual foi o substrato que você utilizou?

      Excluir
  53. Olá! Gostaria de saber se você pode me ajudar. Comprei uma muda de orquídea phalaenopsis essa semana, e percebi que as raízes já estão saindo do vaso. Minha dúvida é: já é o momento de trocar de vaso, ou devo esperar um pouco mais?

    ResponderExcluir
  54. Oie Andrew, olha eu aqui de novo, RS!
    Estou com uma phal q durante a floração, começou a amarelar e cair todas as folhas, até cortei a haste com flores, pra ver se ela se recuperava, mas não teve feito, só q as raízes dela estão perfeitas, bem verdinhas e sadias,vou tentar ver se ela brota uma gema, que cuidados tomo com ela? Adubo? O q faço? Moro em apto...desde já agradeço, thais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thais! Que chato! Quando acontece isso realmente é mais difícil recuperar, mas o mais importante é tentar entender o que foi que aconteceu que levou a isso. Será que o ambiente não está bom para elas? Abafado demais, úmido demais ou de menos? em fim identificar as possíveis causas e tentar corrigir, principalmente em relação a substrato que é um problema sempre. Em geral quando compramos eles já estão velhos necessitando a troca e maior parte dos problemas está ligado a eles então essa pode ser a principal questão, quando for comprar novas.
      Quanto a essa agora uma mudança pode ser desastrosa e o melhor a fazer é continuar com os cuidados normais de rega e adubação utilizando o que você já costuma usar normalmente.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    2. Olá Andrew, vim dar-lhe notícias da phal só com raízes... Troquei o substrato e cuidei dela com o mesmo cuidado das outras, e ela brotou! Está com uma folha maior e outra menor nascendo...to muito feliz!

      Excluir
    3. Olá Andrew, vim dar-lhe notícias da phal só com raízes... Troquei o substrato e cuidei dela com o mesmo cuidado das outras, e ela brotou! Está com uma folha maior e outra menor nascendo...to muito feliz!

      Excluir
  55. Olá! Ganhei uma Phalaenopsis e agora surgiram pequenas marchas amarelas bem no meio da folha. Devo retirar? Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Teria como enviar fotos da planta para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com.
      Me diga também como ela está sendo cultivada, local, regas adubação.
      Fico no aguardo. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  56. Olá... tinha algumas Phalaenopsis amarradas em palmeiras mas perdi por causa de umas manchas nas folhas que degradaram toda a planta...agora estou com novas mudas e parece estar acontecendo de novo... não sei o que colocar para acabar com esse possível fungo ou bactéria...poderia me ajudar com alguma dica?
    Obrigada
    Leandra Vieira

    ResponderExcluir
  57. Boa noite 

    estou lendo seu blog ..

    Estou encantada com mais todas as informações. .. mas procurei e não achei informações sobre meu caso...

    INÍCIO DE DEZEMBRO GANHEI MINHA PHALA ELA VEIO FLORIDA E TAVA LINDA 

    e a um  mês atrás agoei ela demais e não percebi coloquei um pouco de um adubo (vou fotógrafar ele) comprei... neste mesmo dia... 

    Passou se uns dois dias viajei deixei ela lá 5 dias depois voltei ela tinha perdido todas as flores e as folhas começou a perder uma por uma... 

    hoje 1 mês depois  ela não tem mais folhas e os brotos não estão crescendo mais o aspecto do caule tá meio murcho 

    Eu cortei a parte da floração que já estava secá,  agora tá secando mais um pouco 

    vou fotógrafar ela... 

    por favor me ajude!

    Desde já agradeço sua atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mailara! Envie as fotos para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com e me diga que adubo é este. É possível que você tenha intoxicado a planta quase que irreversivelmente com o uso desse adubo, mas para ter certeza passe essas informações e fotos para o e-mail do blog.
      Fico no aguardo. Forte abraço!

      Excluir
  58. Boa noite.
    Pelo que li nos varios pedidos de ajuda nao se deve mudar a planta de substrato em altura de frio. Mas ja o fiz a uma mini phalaenopsis que tinha esfagno e as raizes a apodrecer. Ficaram poucas raízes. Replantei em brita um e so curtei a haste floral passado uma semana. Agora tenho duvidas de quanto em quanto tempo adubar, colocar enraizador, vitamina b. Se é melhor ficar em sitio com mais sombra ou mais luz. Desde ja obrigado pela ajuda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Clara! Então Quanto a adubação você pode fazer de forma semanal ou quinzenal com bons adubos completos e balanceados para orquídeas. A vitamina b1 ou outro enraizador você apenas utilize até a planta começar a enraizar e você pode colocar a planta em local com bastante luminosidade, mas protegida do sol pleno.

      Excluir
    2. Boa tarde.
      Eu preciso de sua ajuda a minha phalaenopsis ainda não tem flores mas elas esta com apenas 6 raízes e o caule central dela parece estar seco mas ela está com 2 folhas e uma folha nova que parecem estar saudável o que eu faço não quero que ela morra me ajude por favor.

      Excluir
    3. Olá! Envie fotos dela para o e-mail do blog e me digas como estás cultivando ela. orquideassemmisterio@gmail.com

      Excluir
  59. Boa noite.
    Pelo que li nos varios pedidos de ajuda nao se deve mudar a planta de substrato em altura de frio. Mas ja o fiz a uma mini phalaenopsis que tinha esfagno e as raizes a apodrecer. Ficaram poucas raízes. Replantei em brita um e so curtei a haste floral passado uma semana. Agora tenho duvidas de quanto em quanto tempo adubar, colocar enraizador, vitamina b. Se é melhor ficar em sitio com mais sombra ou mais luz. Desde ja obrigado pela ajuda

    ResponderExcluir
  60. Primeiramente parabéns pelo site. Eu tenho uma dúvida que não consegui sanar em minhas pesquisas pela web. Adquiri uma orquídea Phalaenopsis e resolvi cultiva-lá em meu apartamento após a floração. Acontecer que após 6 meses ela deu sinal de nova floração. Existe uma pequena haste crescendo próximo à base da planta. Minha preocupação que a haste já encontrou na folha e parece que vai penetrar pela mesma... Eu devo cortar a folha para liberar a haste que cresce ou devo deixar a natureza fazer o seu trabalho? Desde já obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Alessandro! Não, não corte a folha, pois é graças a elas que a haste terá força para crescer. o Que se pode fazer é tentar desviar a haste ou a folha ligeiramente para liberar o caminho para crescer, mas faça com cuidado para não quebrar.

      Excluir
  61. Boa tarde, depois de 5 anos com minha orquídea Phil e nada de planta, coloquei nela torta de mamona e farinha de osso e finalmente saiu uma haste para floração a mais ou menos uma semana, quanto tempo leva em média para florir desde o surgimento da haste, pois daqui duas semanas vou viajar e ficar uma semana fora e temo não ver o início da floração da minha tão amada phal, obrigada aguardo resposta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pamella! Realmente a torta de mamona com farinha de osso ainda é uma boa forma de adubar. Agora em relação a floração das Phals dá para viajar sem problemas se a haste ainda está no início. Elas demoram em torno de 2 meses ou um pouco mais para começar a abrir e a floração dura muito.

      Excluir
  62. Lindas Orquídeas...Quais os tipos que suporta mais calor?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigado! Existem várias que suportam e apreciam bastante calor, dentre algumas as Phalaenopsis, boa parte das Cattleyas, os Catasetuns, as Vandas, os Dendrobiuns do grupo dos Denphals, dentre outras...

      Excluir
  63. Olá,bom dia, primeiramente venho parabenizar pelo exelente blog e pedir sua ajuda para as minhas orquídeas.

    Tenho umas plalaenopsis q sempre tivera m boa floração com hastes de bom tamanha, mas agora elas estão com hastes curtas. Não entendo o q pode estar acontecendo. O número de flores por haste geralmente são 8. Acredito q seja uma boa floração, mas as hastes estão muito curtas em comparação a floradas das antigas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Então existem vários motivos que fazer com que a planta perca produtividade e qualidade em suas florações, dentre os principais está a deterioração do substrato que enfraquece as raízes atrapalhando a absorção de água e nutrientes e também a adubação inadequada. Como você está adubando-as e quais formulações???

      Excluir
    2. Bom dia.
      Meu nome é Hozana.
      Troquei o substrato esse ano, a adubação eu faço a cada dois meses com adubo bokachi. Apesar das hastes estarem curtas, elas estão com uma boa floração. Algumas chegam a ter 8 ou mais flores.

      Excluir
  64. Olá tenho uma dúvida sobre o transplante de uma muda que está saindo na haste onde sai as flores. Como faço para trasplantar está muda ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Essa muda só deve ser removida quando estiver com umas 3 a 4 raízes já com uns 3cm ou mais e se a haste está florindo pode-se esperar que a floração acabe, para então destacar a muda.

      Excluir