-->

Leia antes de iniciar a a leitura no Orquídeas Sem Mistério!

Tutorial do Blog Orquídeas Sem Mistério.

Olá Pessoal!! Estou agora atualizando o Tutorial deste blog, uma vez que ocorreram algumas mudanças em sua funcionalidade tornando o mais pr...

terça-feira, 10 de maio de 2011

Lesmas, devagar e sempre...causando problemas

Olá gente! Complementando a postagem anterior falarei rapidamente apenas de uma das principais pragas problemáticas das orquídeas que são as lesmas, caracóis e caramujos.
Em fim esses são animais, em geral de hábito noturno que gostam de ambientes mais abafados e úmidos, além de serem ativos no período noturno, por isso a dificuldade para sua localização. De dia eles costumam se esconder no substrato ou em cantos próximos ao orquidário no chão, em buracos. São criaturas lentas, mas que fazem um estrago enorme porque eles são raspadores e se alimentam de raízes folhas e caule das orquídeas, sendo que o principal dano é nas raízes e quando percebemos a planta já está desidratando e definhando e só descobrimos o porquê quando vistoriado o substrato. Muitas vezes nós trazemos estas pestes para o orquidário nas plantas que compramos dos orquidários comerciais, que na maioria das vezes já vem com substratos velhos, propicio para as lesmas e caracóis e quando nos damos conta já viro uma epidemia o que dificulta seu controle.
Uma das maneiras de saber-mos se tamos tendo presença de lesmas e caracóis é verificando se existe raspagem ou parte de folha comidas, principalmente em Phalaenopsis ou vasculhando os substratos mais velhos, mas outra maneira é notar se existe nas folhagens, ou bancadas ou vasos alguma coisa estranha meio brilhosa, pois caso encontre isso provavelmente é o muco que a lesma libera durante seu caminhamento e ele fica com esse aspecto brilhoso por onde ela passa.

Caramujo africano

vestígio do muco
Maneiras para evitar aparecimento de lesmas é um orquidário bem arejado e protegido, o chão de brita com cobertura plástica antes da brita é outra opção muito boa para dificultar o aparecimento e bancadas bem arejadas são algumas das maneiras pra dificultar o aparecimento das lesmas.
Uma maneira de saber se esta tendo uma população alta de lesma pelo orquidário é fazendo armadilhas em pontos espalhados pelo orquidário com chamariz como chuchu, saco de estopa umidecido, e outras iscas que os atraiam e além disso servir como monitoramento também é uma forma de controle. Inseticídas organofosforados como o Malathion também são eficientes em aplicação total no orquidário, mas devem ser evitados ao máximo pela sua alta toxidez ao meio ambiente e aos mamíferos em geral, incluindo nós mesmo.
Existem diversas iscas lesmicídas bem eficientes, entretanto também deve se ter cuidado em seu manuseio e como a maioria é muito tóxica aos animais, não permitir entrada de cães e gatos ou outros animais domésticos no orquidário e não espalhar iscas pelo chão do orquidário e sim apenas nos vasos.
Em fim era só isso por enquanto gente e como essa é uma praga complicada de controle ela merecia realmente uma atenção maior e como sempre qualquer dúvida é só entrar em contato que terei o prazer de responder! Até a próxima gente! Abraços!

38 comentários:

  1. Andrew, estes africanos são o terror do meu quintal,mas por enquanto não coloquei as minhas plantas lá, estou esperando para exterminá-los de vez,rsrrsrsr.Tomara que seja breve,pois o meu terraço está ficando pequeno,para tantas plantas. Um abraço,Sandra Soares,(amiga da Priscila).

    ResponderExcluir
  2. Olá, Andrew!

    Parabéns pelo site, muito didático e bem informativo!!!!!
    Gostaria de saber se os cupins de árvores atacam as orquídeas e se a adubação nas orquídeas que estão na árvore acometida pelos cupins favorece a sua proliferação.

    ResponderExcluir
  3. Olá Elizabeth! Primeira mente queria agradecer pelo comentário ao blog!! Segundo, quanto a cupins em geral não se há relatos de cupins causando mal a orquídeas broqueando raízes ou seus bulbos, mas memso assim eles podem causar mal de forma indireta, já que como esses cupins de madeira vão fazendo galeria nas árvores comendo seu interior com o tempo essa árvore vai enfraquecendo e elas podem soltar pedaçoes de casca e madeira e assim derrubar as orquídeas alí agarradas ou mesmo a árvore pode morrer e assim perder tdas as folhas estragando aquele ambiente e também cair causando um bom prejuízo. Interessante é sendo possível controlar esses cupins para garantir a saúde da árvore o que garantirá a saúde das epifífitas presentes nela tbm. A adubação no caso não favorece a proliferação dos cupins e sim deixa a orquídea mais tolerante a ataque de outras pragas e doenças. Boa sorte!!

    ResponderExcluir
  4. Andrew, obrigada pelas preciosas dicas!!!!

    ResponderExcluir
  5. estou desesperada! moro no mato grosso e agora é época de chuva, todos os dias chove muuito, minhas orquídeas estavam lindas agora estão com esses nojos de lesmas....affe, que desânimo! trocar o substrato resolve?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. pode-se jogar cal, mata elas e mata os ovos.também ,pode-se bater cascas de ovos no liquidificador e jogar sobre as plantas..mata os caramujos e ainda fortifica as plantas

      Excluir
  6. Olá! troca de substrato pode resolver temporáriamente, pois ele secará mais rápido e com mais ventilação as raízes desenvolverão bem, mas a questão toda está no excesso de chuvas o que é um problema, não só favorecendo o aparecimento das lesmas como doenças, o bom é tentar evvita q as plantas peguem chuva ou deixa-las penduradas caso seja possível, mas caso não uma coisa q pode ser feita é uso de iscas q pode ser iscas de chuchu ou saco de estopa embebido com cerveja espalhado pelos cantos do orquidário ou canto de cultivo e então pela manha recolher as lesmas e mata-las e queima-las e a outra opção é uso de iscas químicas no vaso sendo uma bem eficiente o Metarex colocando umas 3 a 4 iscas por vaso no cantinho de tempos em tempos isso irá manter elas sob controle e caso suas plantas estejam em bancada e elas subindo pode-se colocar nos pés da bancada algum visgo ou graxa ou algo q impessa a subida delas. Boa sortee!

    ResponderExcluir
  7. Prezado Andrew, tudo bom? Para mim, este blog é a melhor fonte leiga, sobre orquidofilia, que há atualmente no País - leiga, porque não tenho sua formação. Parabéns pelo blog, pela dignidade cidadã de compreender que a formação em Escola Pública, paga com os meus, os seus e os dos demais, impostos, requer prioritariamente um retorno público. Você faz isto com, repito a dignidade, que se espera de outros campos do Conhecimento e pouco se vê ainda.
    Aproveito, para, se for possível, tirar uma dúvida. Bem, meu grande problema (de 100%, 80% são as lesmas e miasmas rastejantes análogos), pois meu orquidário é em um quintal com plantas, árvores e o chão é grama e/ou areia. Como tenho algumas plantas, entre elas as "enjoadas" e duas "mais-que-enjoadas" (C. velutina e C.tenuis), gostaria ELIMINAR as lesmas ou no mínimo ter um controle absoluto. Isto porque, nenhuma destas enjoadas ou mais-que-enjoadas conseguem brotar um milímetro de raiz sem que elas venham e comam a ponta. Definham e morrem. Como se não bastasse, elas vão melhor plantadas em pedaços de pau, que fiquem presos aos muros: garantindo o não enxarcamento das raízes, mas simultaneamente garantindo umidade durante todo dia. Mas o muro é a ponte perfeita para elas chegarem as raízes (pois é molhado) e o pau a pior defesa para as raízes, pois não há área para por armadilhas e ou outras defesas (salvo engano e por isto pergunto):
    Há como fazer este controle? Será que não há algum inimigo orgânico? Um fungo? Bactéria etc.? Há alguma outra estratégia mais própria? Pois vem aí, o inverno e tome água, frio, podridões e lesmas e mais lesmas (risos).
    Sucesso e fico no aguardo de seu socorro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Nossa sempre respondo todos os comentários, mas este aqui foi um furo meu que não sei como demorei tanto tempo para perceber, mas peço desculpas e vou deixar aqui a resposta, se ainda for útil.
      Bom lesmas e caracóis de fato são um problema sério, ainda mais em quintal aberto que geralmente não podemos utilizar os lesmicidas com frequencia devido aos animais domésticos. Para as orquídeas de vaso geralmente pode-se utilizar iscas lesmicidas como metarex no canto do vaso sem problema, mas estas em toco no muro ficam difíceis. Uma medida que pode ajudar a minimizar o ataque das lesmas é o plantio no quintal em vasos, no jardim, em fim de plantas arômaticas e ervas floriferas, pois estas atraem insetos benéficos e predadores como joaninhas e outros que podem está predando essas lesmas e caracóis. Você pode está fazendo também iscas naturais com chuchu ou saco de estopa embebido com leite, ou cerveja que isso atrai os caracóis e lesmas e então na manhã seguinte você pega recolhe e mate-os queimando tudo. Se existe a possibilidade galinhas soltas no quintal se caso for possível também são um ótimo inimígo natural para lesmas pois elas comem com voracidade esses organismos e como último recurso existe uma isca chamada ferramol, que não é tóxica para animais domésticos e pode ser usada em seu quintal com mais segurança.
      Bom espero que isto tenha ajudado, mesmo depois de todo esse tempo. um abraço e até a próxima!

      Excluir
    2. Eu uso cal no solo,mata lesmas e os ovos...e casca de ovos batidas no liquidificador,jogo nas orquideas,mata os lesmas e ainda fortalece as flores

      Excluir
    3. sim, o cal é um excelente germicida e desinfetante, ajudando também como repelente e controle de alguns insetos e as lesmas. a água de cal decantada inclusive é muito boa para prevenção de problemas nas plantas e ainda fornece cálcio fundamentla para um bom desenvolvimento das mesmas.

      Excluir
  8. Olá Andrew, primeiramente parabéns pelo blog fantástico. Me ajude nesta dúvida: estes lesmicidas em formato de pequenas bolinhas azuis podem ser colocadas direto no substrato da orquidea ? Depois de algun dias que estão molhados, eles formam em bolorzinho, será que isso não queima as raízes das plantas ? Devo trocá-lo ou deixo no vaso até que se decomponham ? Muito obrigado e fico no aguardo de uma "salvação". Marcelo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcelo! Eles podem ser colocados sem problema no substrato da orquídea, geralmente tente colocar no cantinho do vaso, mas mesmo quando eles criam bolor não queimam as raízes e quando você notar que estão bem degradados aí pode colocar mais iscas no vaso, geralmente eles aguentam até umas 2 semanas no máximo dependendo da umidade, mas se a infestação estiver sob controle aí não precisa está colocando isca com tanta freqüência, mas mesmo assim é bom está monitorando.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato.
      No mais, uma ótima tarde e até a próxima!

      Excluir
  9. Olá pessoal, adoro este blog e sempre estou por aqui apreendendo algo. Tenho varios tipos de orquideas e algumas delas apresentam as folhas como se estivessem apodrecidas. Não as molho muito, é como se um bicho as raspasse. FIcam podres e caem. Estou desesperada pq até botões são comidos. Como tenho 4 cães grandes que andam por tudo, tenho medo de colocar algum veneno. As plantas ficam no alto em cima de uma bancada, mas sabe como sao os cachorros...curiosos, Preciso urgente saber o que fazer pq senão perderei minhas lindas orquideas. Muito obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renate! Obrigado pela visita!
      Pelo que você está falando tudo indica ser ataque de ácaros, mas para ter mais certeza você teria como tirar umas fotos e enviar para o e-mail: orquideassemmisterio@gmail.com. As fotos vão ajudar bastante para poder dizer ao certo o que deve fazer com as plantas certo? Fico no aguardo das fotos e no mais, um ótimo fim de semana e até a próxima!

      Excluir
  10. Oi, eu mudei a pouco tempo na minha casa, não tenho planta nem nada, mas ta cheio de lesma e caramujos em casa, tem uma horta do lado de casa, acredito que seja isso.. Estou desesperada pois acho que meu cachorro esta comendo essas lesma, oque eu faço pra acabar com elas?




    Obrigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Como não tem plantas você pode espalhar cal virgem direto pelo terreno, isso ajudará a matar as lesmas e caramujos existentes e não é um poluente para o solo. Faça a aplicação no fim do dia, que é a hora que elas começam a se agitar.

      Excluir
  11. Olá Andrew! Tenho alguns exemplares e a pouco tempo notei o aparecimento dessas pragas. Posso colocar cal nos vasos, para controle e eliminação desses moluscos? A cal a ser utilizado é virgem ou hidratada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Cal no vaso não pode, apenas no chão. Na planta pode-se apenas pulverizar agua de cal decantada ou calda bordalesa, mas contra os caramujos não será muito efetivo. A cal virgem no chão do local de cultivo sim ajuda a eliminar os caramujos e lesmas do local e para os vasos o mais recomendado são as iscas lesmicidas (Metarex, ferramol, madelesma, etc) Essas você coloca periodicamente umas 5 iscas por vaso e isso ajudará a manter o nível deles em controle.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  12. olá, também estou tendo problemas com lesmas, moro em apartamento não tenho jardim com terra, somente muitos plantas em vaso e no chão. Estou diariamente colocando iscas de chuchu, que realmente atraem muitas lesmas, mas tem a reprodução.. Sobre a terra dos vasos, afim de evitar que com as chuvas espirrem para fora do vaso e sujem a calçada, coloquei muita argila, mas percebi que as lesma se escondem nelas, o que também dificulta minha "caçada", que já está ficando uma "neura".. O que você me sugere? Pensei em jogar o cal, mas de que forma para não matar as plantas que levaram muito tempo para se adaptar ao ambiente e luminosidade fraca do sol que recebo, devido a outro prédio ao lado. Já coloquei cascas de ovos, e por ultimo pensei em tirar a argila e colocar brita deixando um espaço no vaso para colocar o adubo. O que você acha? Obrigada pela ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! O melhor realmente são as iscas lesmicidas (Metarex por exemplo) em q vc coloca uma vez por mês umas 5 iscas por vaso e aí as lesmas ao comerem morrem. Você tem orquídeas? Orquídeas, a não ser as terrestres não devem ser cultivadas com terra pois sufoca as raízes e mata as plantas. Deve-se usar substrato próprio para orquídeas a base de cascas tratadas e brita.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  13. Boa noite. Primeiramente quero parabeniza-lo pelo blog. Com certeza é de grande ajuda para quem ama suas orquídeas como eu mas que nao tem um conhecimento academico sobre como lidar com pragas e venenos para as mesmas. Bem, lendo os comentários, eu sanei a maior parte das minhas dúvidas, ainda assim restou uma: é perigoso para as orquídeas que o metaldeído entre em contato com raizes e bulbos? É que tenho orquideas em tocos, placas de madeira e estacas de fibra de coco penduradas na minha área de serviço. acontece que apareceram umas lesmas e caramujos ninjas que estavam atacando essas orquideas penduradas (provavelmente subiram pela parede ou ja estavam escondidas nas raizes qd as coloquei la. Como elas estao presas com um pouco de musgo, o unico jeito foi colocar as iscas nos espaços entre as raizes e bulbos e as placas ou musgo. Tb consegui prender entre a orquidea e o barbante e nos espacos do musgo e vou evitar molhar em demasiado pelo menos nessas duas primeiras noites pro madelesma fazer efeito. Esse tipo de aplicação pode fazer mal pras orquideas? Obrigado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo! Então a toxidade do metaldeido para as orquídeas ou não é observado ou pouco observado. Ele realmente causa quase nada de problema para as plantas. Provavelmente só irá causar numa super dosagem, o que é difícil, mas a recomendação é sempre colocar nos cantos, quando possível então o que você fez está certinho e se não está dando problemas pode fazer normalmente.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  14. Olá, minha orquídea está com flor e as folha murchas come se estivessem , franzidas, como se estivessem sem água, você sabe o que podeser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Qual orquídea seria? O Período de floração é o que a planta gasta mais energia e se as regas ou a planta estiver deficiente em raízes e o ambiente estiver muito seco ela pode realmente sentir e aí o que deve-se fazer é corrigir os problemas que podem existir para a planta voltar ao normal.

      Excluir
  15. Olá, encontrei o blog hoje (sorte minha), gostei muito das informações! Parabéns!! Estou desesperada, essa semana me mudei, é uma casa de alvenaria por fora e madeira por dentro e tem um quintal com grama nos fundos, não tenho plantas, mas do lado do quintal tem a horta da vizinha. O tempo está úmido, ontem choveu e encontrei várias lesmas dentro de casa (se fosse no quintal não me incomodaria tanto), mas dentro de casa eu entrei em desespero mesmo, pelas paredes do banheiro, sala e quarto. Eu não tenho coragem de pegar, não consigo chegar perto, a única coisa que consegui foi tacar sal nelas. Tenho medo de colocar iscas e atrair lesmas que podem estar nos vizinhos também, se atrair muitas não dou conta. Quero espantá-las. Se eu colocar cal espalhado pela casa e quintal será que resolve?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jeline! Realmente neste tempo de chuva dá muita lesma mesmo. Essas sem concha não causam doenças mas incomodam mesmo. Use cal virgem espalhado pelo quintal, não use dentro de casa e também use as iscas lesmicidas encontradas no mercado apenas no gramado, isso ajudará a reduzir bastante a quantidade de lesmas e assim elas deixaram de entrar em sua casa.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  16. Olá, sorte a minha ter te achado...rsrsrsr. Por favor me tire uma dúvida...qual a dosagem certa do Malathion? Tenho medo de acabar com minhas "meninas"... desde já obrigada!

    ResponderExcluir
  17. Olá, sorte a minha ter te achado...rsrsrsr. Por favor me tire uma dúvida...qual a dosagem certa do Malathion? Tenho medo de acabar com minhas "meninas"... desde já obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana! Feliz 2016! Olha Qual a formulação do Malhation que você tme aí? Envie fotos para o e-mail: orquideassemmisterio@gmail.com
      Em geral a dosagem vem descrita na embalagem mas envie a foto da embalagem tendo dúvida para te ajudar melhor. Forte abraço e fico no aguardo.

      Excluir
  18. Nossa, estava procurando isso a muito tempo. Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  19. Ola! Meu problema tem sido caramujo africano na minha orquídea, ela esta em um tronco embaixo da jabuticabeira e deu pra aparecer isso agora, me disseram pra jogar sal e depois agua, fiquei com medo e nao fiz, li otimas dicas aqui, mais se puder me passar uma mais específica pra esse caso agradeço muito, detalhe tive q colocala embaixo da jabuticaba porque ela cresceu d mais onde estava e ameaçava cair, ela se formou entorno desse tronco e nao conseguia tirar!desde ja agradeço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Natália! Olha caramujo africano é um problema sério mesmo e potencialmente perigoso a nossa saúde. Uma maneira segura para seu controle é o uso de cal virgem que pode ser espalhado pelo chão do quintal e essa cal não vai prejudicar suas plantas e vai queimar esses caramujos e lesmas que passem por alí, a desvantagem desse método é que dura pouco tempo. Outra opção é pintar o tronco das árvores com uma pasta bordalesa, que é uma pasta feita de sulfato de cobre e cal virgem. Além dessa pasta proteger o tronco contra ataque de pragas e doenças ele impede a subida de caramujos e lesmas. Outra maneira é o uso de iscas lesmicidas comerciais como o metarex que deve ser espalhadas pelo quintal de preferencia a noite, principalmente em noites úmidas onde eles são bem ativos, mas nesse caso tomar cuidado com animais domésticos durante a aplicação.

      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!!

      Excluir
  20. Com ódio já de uns caracóis pequenos, coloquei uma isca azul(veneno) apareceram mtos mortos ao lado é recomendável tira-los eu deixa pra virar adubo?Minhas orquídeas estão em cachepôs.

    ResponderExcluir