-->

segunda-feira, 21 de março de 2011

Enraizadores, devemos utilizar?

Olá gente! Bom agora continuando com os trabalhos entrarei em mais um tema de grande relevância para o cultivo e que também causa muita confusão, assim como a adubação. Seria o uso dos enraizadores, que muitas das vezes não passam apenas de ser tipos de adubos específicos com alguns micronutrientes que estão responsáveis pela formação das raízes. Bom mas o fato é o seguinte: por quê devemos usar? Quando devemos usar? E como devemos usar? Parece uma coisa simples porque nós pensamos assim: Ora vou usar para acelera a produção de raízes na planta. Bom mas será que isso sempre acontece ou será que isso é sempre necessário? Bom eu diria que não, porque as orquídeas, assim como as demais plantas elas já tem internamente os seus hormônios que regulam todos os processos da planta de forma equilibrada, sendo um desses a produção de raízes. Bom mas então existem os enraizadores? Bom existem situações, ou por motivos de saúde da planta, ou que ela esteja com deficiência nutricional, ou algum motivo ambiental que faça com que ela fique debilitada que faz com que seja necessário que nós demos um "empurrãozinho"para ela emitir raízes para regularizar suas atividades.

Bom gente eu diria que as raízes das orquídeas são um dos órgãos mais importantes, já que até fotossíntese eles fazem e claro são responsável pela absorção da água e nutrientes, alem de fixar a planta nos devidos substratos então fica claro que o cuidado com elas é indispensável, entretanto na hora de usar os enraizadores temos que ter em mente algumas coisas tipo: Entender o que são essas substâncias, segundo quando utilizar e terceiro como utilizar.
Bom falando mais claramente agora os enraizadores são substâncias que podem ser adubos específicos, hormônios, ou mesmo até vitaminas que se usam para induzir o enraizamento e cada uma dessas substâncias tem papel especifico no processo como todo. Não cabe aqui entrar em detalhe fisiológico de como funciona isso porque acaba ficando complicado com um linguajar muito técnico cheio de nomes, mas sim de apenas intender qual o papel de cada uma dessas substancias para seu uso correto.
Bom no caso dos adubos formulados propriamente para esse fim digamos que eles são formulados, principalmente com alguns micronutrientes como o zinco e boro, sendo o zinco fundamental para a produção dos hormônios responsáveis pelo enraizamento que são os hormônios auxínicos produzidos naturalmente na planta como o Acido indolacético. Muitas vezes a falta desse elemento causa uma deficiência na planta bem curiosa que é o superbrotamento que ocorre justamente pelo desbalanço hormonal que ocorre na planta.
Outras substâncias enraizadoras são os hormônios auxínicos que podem ser usados os sintéticos ou os naturais e eles são vendidos ou na forma mais pura ou em produtos e dentre eles os mais famosos são o Ácido indolbutirico(AIB), Ácido naftalenoacético(ANA) e esses sim eles são a substâncias principais que desencadeiam todo o processo de formação das raízes na planta e exigem mais cuidados na sua aplicação, uma vez que são substâncias que atuam em baixíssimas concentrações, sendo que em altas podem causar danos a planta.
Outro grupo é as vitaminas, sendo que normalmente se fala muito na vitamina B1 a Tiamina e que entre os orquídofilos é um dos mais usado, sendo usado formulados feitos para humanos mesmo. Existem controvérsias sobre a eficácia dessas substancias, se elas de fato funcionam ou são apenas mito, mas de fato elas possuem algum papel relevante. Existem alguns trabalhos que falam a respeito delas mostrando seu papel e o fato é que a Tiamina ela tem apenas um papel auxiliar que favorece na atuação dos hormônios responsável pelo enraizamento da planta, mas ela não é hormônio, ao contrário de que muitos pensam, mas ela é um auxiliar no processo e então acaba que por acelerar o processo.
Quanto aos produtos existentes pode-se citar:
adubos específicos: Biofert Raiz, hydrofert raiz,etc:




Produtos que contenham hormônios enraizadores:
superthrive;
Pó enraizador com AIB.





Vitamina B1 (Tiamina):




Todas as fotos retiradas do Google imagens




Bom esses são exemplos de alguns desses produtos, embora existam vários.
Agora quando e como usar? '
Bom diria que se nossas plantas estão bem de saúde, bem vistosas e sem ataque de pragas e doenças e apenas faremos um replante de rotina, ao contrário do q pensam não existe necessidade do uso desses produtos, que podem vir até a atrapalhar, já que a planta nessas condições por si só tem condições tranquilamente para boa produção de raiz e rápido e claro nestes casos normais apenas a adubação balanceada é mais que o suficiente. Já um plantio em uma época inadequada, em plantas debilitadas ou cortes muito fracos, plantas que sofreram gravemente com doenças e pragas e precisam de recuperação rápida ai sim o uso dos enraizadores é uma boa medida na tentativa de forçar mesmo ela a enraizar para acelerar a recuperação.
E como usar?
Bom normalmente acabamos que seguindo as instruções dos fabricantes, mas em algumas vezes a orientação do agrônomo se faz útil, principalmente quando usamos os hormônios propriamente ditos. No caso da tiamina normalmente se usa a concentração de 300mg por 750ml de água, ou seja no caso de usar o benerva ou beneum equivale a 1 comprimido, sendo que esta é uma recomendação largamente utilizada e no caso dos demais normalmente se seguem as instruções do fabricante. O principal é que se use estes produtos até que se note o aparecimento de raízes e imediatamente a isso seja equilíbrio, já que excesso de raízes também pode atrapalhar no desenvolvimento da parte aérea da planta e assim atrapalhar na floração. Bom a frequência de uso ai varia de produto a produto, normalmente os hormônios só se faz apenas uma única aplicação, enquanto a tiamina pode-se aplicar de 10 em 10 dias até o início do enraizamento e dependendo do produto isso vai variar.
Bom termino esta postagem com a mensagem final dizendo o seguinte: Temos que compreender o que estamos fazendo antes de sair fazendo e interpretar tudo que nossas orquídeas nos dizem e quanto ao enraizamento temos que usar de forma sabia estes produtos para garantir bom desenvolvimento das nossas plantas e quanto ao tipo de produto que devemos utilizar ai vai depender de cada um, da situação financeira de cada um e da situação em que a planta se encontra.
termino mais esta postagem desejando boa sorte a todos e que qualquer dúvida sobre o assunto é só entrar em contato que terei o prazer de responder a todos com muito carinho. Abração!!

42 comentários:

  1. Parabéns andrew, uma aula atrás da outra !

    Marcelo

    ResponderExcluir
  2. Anderw, tenho usado o beneum e tem dado certo,pelo menos tenho perdido menos plantas.O que me deixa mais tranquila,pois antes de fazer uso tanto dele como da aspirina,vivia a voltas com problemas. Uma leitora do Orquidário Cuiabá ficou muito feleiz por ter tido ganho um prêmio numa exposição em Minas, suas phal estavam impecáveis!!

    ResponderExcluir
  3. Olá, adorei seu comentário, estou iniciando o cultivo de orquídeas. Ganhei uma sem raiz nenhuma somente com caule e brotos, com faço para replantá-la, sem perder a planta?meu imail é flavia.bida@gmail.com
    parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde amigos, eu utilizei o radimaxi 20 em comprimidos e foi um espetaculo, não gosto de fazer propaganda, porem acredito que o produto ajude muita gente.
    Abração a todos !!
    Luciano.

    ResponderExcluir
  5. Caro amigo Andrew! Adorei a matéria. Gostaria se fosse possível me dar uma informação. É que eu a um bom tempo comprei um frasco de SUPERthrive, porem eu usei em uma planta até o enraizamento, só que não usei mais. A minha dúvida é quanto a validade, pois não há informações a respeito, até porque, as informações estão todas em inglês. Apergunta é, Será que poderia usa-lo, ou devo descarta-lo? Ficarei-lhe muito grato pelas informações.
    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Devanis! olha a validade dele em geral é de 2 anos a indeterminada, desde que guardado de forma adequado, protegido da luz e fechado na embalagem original, se ele tiver bem armazenado ele não perde a viabilidade e você pode usar sem medo certo?
      Espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato novamente. No mais tenha um ótimo fim de semana e até a próxima!

      Excluir
  6. me ajude meo dendrobium cochlioides esta mufinamdo e as raises esta so os tocos eu tirei do vaso e cologuei no tronco sera gue ela vai recuperar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ilza! Você teria como enviar fotos do Dendrobium para o e-mail do blog: orquideassemmisterio@gmail.com para poder te ajudar melhor?

      desde já fico no aguardo das fotos. Um ótimo fim de semana e até a próxima!

      Excluir
  7. qual enraizador ideal para micro oncidium que não queimem os brotos?

    Eden Franco
    Andradina/s´p
    shirowheeling@ig.com.br

    se tiver alguem aki de peeto q tenhma mudas para doar ou trocar eu aceito...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá o enraizador dependendo do que for usar se for a base de hormônio ou apenas adubos específicos deve ser usado de acordo com as especificações, não existe um ideal e por se tratar de plantas pequenas a quantidade utilizada também deve ser bem menor.
      abraços!

      Excluir
  8. Olá! Gostei muito do artigo e principalmente por sua dedicação ao expor as informações. Quanto ao uso do Benerva, tenho uma dúvida: devo diluir um comprimido em 750ml de água e utilizar a cada 10 dias ou posso utilizar com intervalos menores?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! sim exatamente essa dosagem e a aplicação basicamente você faz em plantas debilitadas ou replantes. Caso precise de mais de uma aplicação devido a planta fortemente debilitada pode ser de uma a 3 vezes por semana, mas assim que ela iniciar enraizamento ou reidratar e enraizar pode suspender a aplicação.
      Espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  9. Gostaria de saber qual é o melhor: o Biofert Raiz Concentrado ou o Superthrive.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rose Na verdade ambos são produtos diferentes, o Biofert Raiz é um fertilizante com alguns micronutrientes como zinco e mais fósforo que são fundamentais para induzir enraizamento e o supertrhive é um produto a base de hormônio e vitamina b1. O Supertrhive é mais forte e o resultado pode vir mais rápido, mas ele assim como outros produtos semelhantes não devem ser usados com freqüência pois podem trazer problemas para a planta.

      Excluir
  10. Estou iniciando um pequeno cultivo de orquídeas, adorei seu blog. Encontrei todas as informações que preciso.
    Bacana sua disposição em ajudar.
    Obrigada por todas as aulas
    Que vc receba coisa boas em dobro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Obrigado e que bom que gostou! Precisando de ajuda, tendo dúvidas é só entrar em contato pelos comentários do blog, ou pelas outras formas de comunicação existente no blog. Forte abraço e igualmente para você!

      Excluir
  11. Parabéns por todo o conteúdo do blog.
    A B1, devidamente diluída, deve ser aplicada apenas no substrato, ou pode ser feita na planta toda?
    Pode ser feita misturada ao fertilizante líquido de uso semanal?
    A solução concentrada de vitamina B1 - cloridrato de tiamina, para uso injetável - Veterinário (Monovin B1), também pode ser utilizada?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduardo. Pode aplicar a B1 na planta como um todo, raízes e folhas sem problema e pode ser adicionada ao fertilizante normalmente, mas não tem necessidade de utilizar a B1 frequentemente, apenas quando preciso.
      Quanto a injetável é necessário fazer a diluição adequada seguindo tentando manter a concentração semelhante a que é feita com a oral.

      Excluir
    2. Muito obrigado pela atenção Andrew.
      Mudei varias orquídeas que estavam em placas e troncos para vasos de plástico e alguns de barro, desta forma perderam muitas raízes. Algumas estão mais sentidas, reagindo muito pouco, outras com fungos (atracnose, podridão negra, entre outros), usei calda bordalesa, mas não gostei muito do resultado. estou pensando em usar um fungicida sistêmico: Score, Cercobim ou Derosoll (triazol ou benzimidazol). Qual destes ou outro, seria mais indicado para orquídeas, em que dosagem, qual a frequência e o nº total de aplicações?

      Excluir
    3. Olá Eduardo!
      Pois é as placas e troncos geralmente são os melhores locais para cultivo e os que dão maior segurança e durabilidade e é comum elas sentirem quando as tiram deste tipo de sistema.
      Olha quanto ao fungicida vai depender muito do tipo de doença que está atacando daí depende de uma diagnose mais precisa para a escolha correta do fungicida. Para problemas com manchas foliares, antracnose fusarium o dithane o derosoll o cercobin ou cerconil são bons, já caso de podridões e canela seca o ridomil gold, o aliete são bem interessante e para bacterioses o kasumin, mas td depende do q está ocorrendo e as dosagens devem ser de acordo com as bulas,
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas 'é só entrar em contato novamente. Forte abraço e uma ótima semana!

      Excluir
    4. Mais uma vez, muito obrigado pela atenção Andrew.
      Na verdade elas já estavam bem sentidas antes da retirada, por vários motivos, principalmente mudança de ambiente, boa parte estava em um tronco de arvore, que deu cupim, comendo inclusive rizomas e pseudobulbos. O cultivo estava um tanto promíscuo, plantas diferentes passando umas sobres as outras, competindo muito e matando algumas. Portanto achei que o melhor era retirá-las e coloca-las individualmente em vasos. Agora elas foram para uma hospedagem classe A. Fiz uma estrutura nova em minha residência, que acredito ter ficado muito boa. Com sombrite 70 % no teto e lateral que recebe o sol da tarde e 50 % nas demais laterais, bem como filme plástico em arco sobre a estrutura, pois moro numa região muito chuvosa. Os vasos ficam sobre balcão (mesa) de tela.

      Um forte abraço.

      Excluir
  12. Andrew,
    Parece-me que o CERCONIL SC, por ser um fungicida sistêmico e de contato, é mais interessante para o uso garantindo aparentemente um resultado mais eficiente. Todavia, não há na lista de culturas uma indicação direta para orquídeas, a dose para as culturas relatadas varia de 200 a 500 ml por litro de água, com 2 a 3 aplicações com intervalo de 7 a 20 dias. Diante destas informações, que dosagem e frequência vc me recomenda? Quanto ao volume, além das partes aéreas, convêm deixar escorrer abundantemente pelo substrato?

    Voltando aos enraizadores, li alguns relatos de uso do Superthrive em plantas muito debilitadas, iniciando com dose de ataque de 30 gotas por litro, 1 a 2 vezes com intervalo de 7 dias; partindo em seguida para dose de manutenção de 1 a 2 gt / litro, com intervalo de 7 ou 15 dias, alguns full time e outros até que a orquídea fique bem, iniciando um "desmame" com uma redução gradativa da dosagem. Há ainda os que usam em todas as plantas do orquidário.
    O que vc acha destes procedimentos? Em especial para as plantas "quase mortas"?
    Este produto pode ser utilizado na UTI de saco plástico com umidade elevada, considerando que não há lixiviação?

    Para finalizar, uso o Plant Prod 20-20-20 e 15-30-15, como estes não possuem Ca, Mg e S em suas formulações, é conveniente suplementar estes elementos?
    O Foliacon 22 é uma boa indicação? Apesar de não possuir enxofre. Qual o melhor programa de aplicação?

    Agradeço antecipadamente.
    Um forte abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. CERCONIL SC - Onde escrevi 200 a 500 ml por litro de água, leia-se :200 a 500 ml por 100 litros de água.

      Excluir
    2. Olá Eduardo! bom existe o Cerconil em formulação pó molhável, que é a mais utilizada, e a de suspensão concentrada. O interessante é você se basear em relação as doenças que ocorrem em orquídea e as doenças que ele ocorre e utilizar essas dosagens. Em caso de infestações o interessante é no máximo fazer até 3 aplicações espaçadas de no mínimo 1 semana cada e depois suspender por no mínimo uns 60 a 90 dias. Como o cerconil é tbm a base de tiofanato metilico ele pode ter alguns efeitos adversos em temperaturas mais elevadas, sendo o principal o aborto de hastes e botões florais, ou deformações dos mesmos.

      No caso do cercobin ou cerconil em pó molhável geralmente se usa a dosagem de 0,7 a 1g/L e para o cerconil é semelhante.
      Quanto ao modo de aplicação sim, pulverize a planta toda e sim pulverize bem a parte de baixo, principalmente as raízes para garantir uma boa absorção, uma vez que ele só circula de baixo para cima na planta.

      Quanto ao uso do supertrhive sim é interessante o uso para recuperação de plantas bem debilitadas. O choque de ANA e de vitamina b1 presente nele ajudam no processo de enraizamento e a restabelecer o desenvolvimento da planta. Em casos mais extremos pode-se sim usar as dosagens mais cavalares, mas é interessante evitar o uso contínuo do produto para evitar os esxessos e para que a planta não tenha disturbios hormonais a longo prazo.
      O mais importante depois de iniciado o processo de recuperação é uma adubação completa e balanceada. O grande problema dos adubos com alto teor de nitrogênio é o excesso do elemento na planta que a torna flácida e favorece o ataque de pragas. Os adubos ditos para floração mais rico em fósforo também tem seu uso desnecessário, uma vez que já foi provado que a adição de maiores quantidades deste elemento não produzem ganhos na floração da orquídea.
      O fundamental é o equilíbrio dos elementos, de acordo com as necessidades das orquídeas e uma adubação completa. O enxofre não costuma ser problemas nestas formualações que você mencionou, pois todas tem enxofre, mesmo não o mencionando.
      Uma boa medida é você ou muda a adubação utilizando adubos completos existentes para orquídeas. Algumas formulações bem eficientes, como o BeG é uma ótima opção. Outra opção é a utilização do 20 20 20 e a complementação com uma fonte orgânica rica em cálcio e micronutrientes ou mesmo com um adubo mineral a base de cálcio. Existem várias opções que podem ser utilizadas. Aqui no blog tem no menu principal na parte de adubação uma postagem mostrando algumas opções de recomendações que podem ser ajustadas para cada caso Vale a pena conferir.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
    3. Prezado Andrew,
      Mais uma vez, muito obrigado pela atenção, pelos esclarecimentos e ensinamentos.
      Tenho visitado seu Blog com bastante frequência, já li grande parte de suas postagens, estou aprendendo muito, tirando dúvidas, corrigindo erros e consolidando práticas que adquiri ao longo do tempo.
      Suas postagens são consistentes e transparentes, enriquecendo o conhecimento de orquidófilos de vários níveis de experiência.
      Você está de parabéns, pela atitude corajosa e desprendida de dividir o conhecimento técnico profissional e prático que possui.
      Faço votos que continue sempre assim, atitude que incentiva e estimula os orquideocultores, permite o aperfeiçoamento dos cultivos Brasil afora. As orquídeas agradecem!
      Um forte abraço.

      Excluir
  13. Tenho uma dúvida, gostaria de saber se posso usar por exemplo juntos o "adubo enraizador o adubo de manutenção que é o 10.10.10 e o adubo para florir que é o 8.45.14. A duvida é posso misturar os três?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá João! Olha não é interessante não, pois isso acabaria gerando um excesso de alguns elementos e desbalanceando muito a adubação podendo provocar alguns efeitos adversos. O mais interessante é utilizar fórmulas balanceadas em dosagens adequadas e mais constante e completa. O adubo de floração não tem necessidade de uso, uma vez que a dose maior de fósforo não promove um aumento na qualidade da floração em orquídeas.

      Excluir
  14. Andrew,
    Estou procurando o Cerconil WP, conforme recomendado, mas não estou encontrando. Você pode me indicar algum lugar para adquiri-lo? Moro em Casimiro de Abreu - Baixada Litorânea do Rio. Se for um estabelecimento que despache o produto por correio, fica melhor ainda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Eduardo! Olha, costuma ter nas Redes "Cia do Produtor" que tem lojas no CEASA de Irajá, Teresópolis, Paty do Alferes e não sei mais onde, mas nenhuma rede envia pelo correio, pois é necessário receituário agronômico e retirada na loja. Procure nas agropecuárias aí da Região, ou quando for ao Rio dê uma ida nas lojas do CEASA que lá costuma sempre ter.

      Excluir
  15. Boa tarde amigo :Gostaria de saber se é confiavel a compra de superthive fracionado. Tenho em torno de 300 unidades de orquideas em orquidario coberto com sombrite. O superthrive original pelo que tenho notado só existem com volumes minimo de 60ml e pela dosagem sujerida, no meu caso, é muito, pois leveria muito tempo p/ ser consumido. Gostaria de saber também, se possivel, uma informação sobre o uso de Vita gold potenciado p/ orquideas. Obrigado, felicidades.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Olha, nem sempre é confiável não, pois já houve casos de vir batizado e também ele deve ser armazenado em frasco escuro, por ser um produto sensível a luz. A cor do supertrhive deve ser sempre amarronzada e caso esteja claro demais é porque foi batizado.
      No caso do Vitagold a dosagem é em torno de 2 gotas por litro, mas deve evitar o uso contínuo desses produtos. Devem ser usados apenas para recuperar plantas debilitadas ou no replante.
      Forte abraço!

      Excluir
  16. Ola andrew vim visitar o blog justamente p saber sobre a tiamina tô no grupo la n face ms preferi vm aq ganhei umas orqs da sogra nao sei q especie parece ser phal so tinha pcas raizes e follhas coloqei na arvore ms elas tao sempre cm folhas murcha e encontrei numa 1bolinha marrom tipo cochi nilha ms to cm medo d tratar cm o garden jardim e perdela sera q a tiamina vai ajuda a enraizar p q eu possa tratala?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elisabete! A Tiamina, ou vitmaina b1 sim ela vai ajudar a desestressar a planta e ajudar na reidratação e acaa auxiliando no enraizamento também As maneiras de como a tiamina agem ainda não são muito bem compreendida mas de fato ela é bem importante no metabolismo da planta então sim, ela pode ajudar muito. Você pode usar semanalmente ou 2 vezes na semana até ela começar a recuperar, mas também é necessário fazer o controle das cochonilhas, caso tenha e dar uma ajuda na planta com uma adubação balanceada e completa.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!!

      Excluir
  17. Ola andrew o eu aq d novo vc falou em adubar eu pegunto q adubo devo usar nesse estagio d enraizamento? Uso nas plantas adultas um organico caseirond humus+ torta d mamona curtidos em agua e dissolvido na propocao d1/10 achei essa receita no blog sabers do jardim ela é rica em N tô certa? Sera q posso usar nessas q tao ainda sem raiz se nao me indique 1NPK obrigada pela atençao vc é o espert amo se blog e sigo seus coselhos mago das flores kkkkk abraçao aguardo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Elisabete! Olha, adubos muito ricos em Nitrogênio não são muito adequados para orquídeas, até devido ao seu crescimento lento, podendo trazer problemas e um aumento expressivo de pragas, como cochonilhas. O melhor são adubos completos e balanceados com teores mais moderados de nitrogênio e um pouco maior de fósforo e potássio e com bom teor de cálcio e micronutrientes também. Existem vários adubos completos e balanceados para orquídeas que satisfazem muito bem todas as fases da cultura, sendo 2 que recomendo, ou um ou outro. Um é o Biofert Orquídeas, adequado para quem tem pouca planta e o outro é o BeG orquídeas um excelente produto e já tem a fórmula líquida dele facilitando bastante a aplicação. Ambos podem ser usados semanalmente ou quinzenalmente e vão garantir uma boa nutrição, um ótimo enraizamento das plantas e um crescimento bem vigoroso.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  18. Obrigada andrew vc é um qerido é muito bom saber q temos cm quemcontar p socorrer nas duvidas seu blog tá cada dia melhor parabens darei noticias ds minhas lindas abração valeu

    ResponderExcluir
  19. Só 1coinha andrew aprendi q dpois da adubaçao proxima rega deve ser abundante p lavar o substrato tmbm vale p as debilitadas cmo é o meu caso? Vo logo pergunta p vê se t dou 1folga é certo compra plantas com keikes? E cmo devo fazer cm os keikes da dendrobil? Abrçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oii!! Sim pode fazer na próxima rega uma rega mais pesada se quiser. Não rpecisa ser sempre, mas pelo menos uma vez por mês é aconselhável para remover o excesso de sais do substrato.
      Nas debilitadas também e sempre adubar nas dosagens recomendadas para evitar problemas.
      Quando a mudas com keikes não tem problema algum em comprar mudas com keikes e uma vez os keikes de Dendrobiuns estando grandinhos e bem enraizados podem ser destacados e replantados em outro vasinho pequeno com substrasto adequado ou então em uma árvore ou toquinho de madeira.
      Espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas pode perguntar a vontade. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  20. gostei de sua postagem ,muito proveitosa ,um abraço

    ResponderExcluir
  21. fugindo um pouquinho sobre enraizmento , gostaria de saber quais os adubos corretos deveria ser usados apois uma germinaçao in vitro ,logico depois de retiradas dos vidros no seu inicio do processo de crescimento saudavel ,chegando numa floracao bonita ,,,,e so replatalas ou tem algums adudos e fertilizantes especificos para esse processo de produçao de orquideas .um abraço.

    ResponderExcluir