-->

Leia antes de iniciar a a leitura no Orquídeas Sem Mistério!

Tutorial do Blog Orquídeas Sem Mistério.

Olá Pessoal!! Estou agora atualizando o Tutorial deste blog, uma vez que ocorreram algumas mudanças em sua funcionalidade tornando o mais pr...

sexta-feira, 18 de março de 2011

Adubação, um tema que sempre gera confusões!!!

Bom gente iniciando os trabalhos começarei falando de um tema que no meio orquidófilo, assim como no meio profissional sempre nos traz mais dúvidas, confusões, do que certezas, até porque existem muitas informações sobre o assunto, entretanto muitas especulações e opiniões contraditórias que acabam por nos atrapalhar e nos dar mais nó na cabeça! Bom o fato é. Como que devemos adubar nossas orquídeas, qual a frequência de adubação, qual tipo de adubo utilizar? Estas são perguntas de todos nós que entramos nesse meio fazemos no início e até mesmo os mais experientes fazem, mas sempre parece que não atingimos nosso objetivo principal com o que fazemos. Muitas vezes seguimos o que as famosas "cartilhas"nos dizem e sempre essas cartilhas funcionam como um conjunto de regas que seguimos a risca sem parar-os pra analisar, observar e criticar o que de fato acontece e nisto muitas vezes nos deparamos com resultados indesejáveis no cultivo. Ora! Por quê disto?! O fato é que quando fazemos algo apenas seguindo um conjunto de regas ou ordens sem parar pra avaliar as consequências muitas vezes a gente espera um resultado, só que muitas vezes as coisas não acontecem conforme o esperado. Bom se nem a ciência é absoluta, porque a natureza seria? Afinal as coisas estão sempre em constante mudanças e o mundo por sua vez é dinâmico e para o nosso caso as coisas também são.
Não existe uma exatidão em se tratar de adubação, e sim aproximações das necessidades das orquídeas e mesmo assim dependendo da espécie ou híbrido ou mesmo o estágio de desenvolvimento em que se encontra sua planta, ou como ela se encontra de saúde, ou o ambiente em que ela se encontra, em fim tudo varia! Ora! O que vamos fazer então se é tão complicado dar os nutrientes de forma adequada para nossas orquídeas?? Bom não entremos em pânico, e por falar em pânico é o que normalmente acontece com a maioria de nós por estes motivos citados acima o que acarreta em utilizar-mos diversos produtos, até aminoácidos, sem muitas vezes nem saber o que tamos dando paras plantas e se esses produtos de fato suprem as necessidades das nossas orquídeas. Produtos existem aos montes no mercado, muitos prometendo ser milagrosos capazes de promover florescimento e desenvolvimento espetacular das nossas orquídeas, entretanto existem n fórmulas de adubações com tudo que há direito, ou faltando vários nutrientes, mas quase nada mesmo voltado para orquídeas, o que acarreta na gente gastar mais dinheiro com produtos e muitas vezes resultados aquém do esperado e muitas vezes até usando produtos perigosos. Bom então o que devemos fazer? Se a resposta fosse tão simples nem precisava desse texto todo, entretanto é uma questão complexa e não existe uma única solução, mas isso tudo podemos simplificar bastante tornando nossas tarefas muito mais simples, se utilizando de bom senso e principalmente entendendo nossas orquídeas e seu modo de viver.

Bom não vou falar aqui do papel dos nutrientes nas plantas, porque esta informação existem em dezenas de lugares de fácil acesso e basta uma lida q rapidamente entendemos isto, mas sim falarei de como fornecer esses nutrientes duma forma q seja a mais próxima do que deveria ser o ideal e de modo q seja pouco trabalhoso, pouco custoso e de fácil aplicação.
Quando falamos do cultivo de orquídeas, basicamente falamos de Peters, bokashi, BeG, viagra, Biofert e uns outros poucos adubos q são utilizados, entretanto a maioria destes, sempre causam muitos problemas, muitas vezes necessitando de complementações, como por exemplo é o caso do Peters que por sua vez vem com as famosas fórmulas 20-20-20 de manutenção e 10-30-15 floração(falarei disto mais adiante), entretanto estas fórmulas elas costumam ser deficientes em diversos nutrientes, principalmente o cálcio, elemento muito importante ligado na rigidez dos tecidos da planta, garantindo maior resistência desta a doenças e pragas e também ligada ao crescimento, sendo que muitas vezes a sua deficiência causa morte de brotos novos que ficam escuros, lembrando uma podridão, ou muitas vezes abortos de espatas e redução do tamanho dos brotos. Bom para suprir isto quem usa este tipo de adubo que entendam gente, não é um produto ruim, embora incompleto, mas não foi formulado pra orquídeas apenas e então para que possamos utiliza-lo com sucesso uma boa complementação com adubos orgânicos como viagra, ou bokashi são ótimas soluções. Bom mas tbm isto pode causar alguns problemas, como aparecimento de lesmas e uma deterioração mais rápida do substrato, afinal está eh uma das maiores desvantagens do adubo orgânico no cultivo de orquídeas epífitas. Bom então qual a melhor solução para uma adubação que não estrague o substrato e que atenda as necessidades da planta??? Bom estudos realizados pelo departamento de solos da Universidade Federal de Viçosa conseguiram encontrar as necessidades das orquídeas por nutrientes, e então se conseguiu chegar a uma aproximação ao que seria o ideal e então foi feita a formulação do adubo BeG que foi uma grande inovação que provavelmente veio para ajudar nós orquidófilos que queremos sempre ver nossas plantas bonitas e com belas flores. Ora mas o que este BeG tem de especial que os demais não tem? ele Não tem nada de especial gente, é um adubo como ouro qualquer e é atté meio chatinho pra utilizar devido a ser um pouco chato para dissolver, mas ele é um adubo que é balanceado e contem os elementos necessários para o bom desenvolvimento das plantas, entretanto nunca existirá um adubo ideal e sim uma aproximação deste e eu acredito que este foi uma das melhores aproximações ja feita.
Mas então ficamos com outras dúvidas e aquela história de adubação de floração e manutenção. Você não disse que as necessidades são variaveis de acordo com vários fatores do desenvolvimento da planta? Sim disse sim, mas a questão é o seguinte o que comprova que não funciona para nosso cultivo estas fórmulas. As orquídeas de maneira geral elas possui um crescimento lento e bem característico, sendo que elas fazem todo seu acumulo de reservas durante o desenvolvimento dos pseudobulbos, ou folhas nas monopodiais(assunto para próximos posts) e então nestas fazes a adubação de forma balanceada e completa é indispensável. Mas então dizem que devemos aplicar estas fórmulas de floração 3 meses antes da época de florada. Ai eu digo gente Vocês sabem a época de floração de todas suas orquídeas? Todos os anos elas dão flores sempre naquela data sem mudar 1 dia q seja??? E os híbridos com florações indefinidas??? Bom creio que não e outra coisa normalmente em muitas espécies quando faltam 3 meses para floração os pseudobulbos ou folhas já atingiram seu desenvolvimento completo(ex: Laelias purpuratas, agora Cattleya purpuraa que completam o desenvolvimento do bulbos e emitem as espatas bem antes deste tempo. Uma planta muitas vezes estão com espatas já em março, mas soh florirão em Novembro e nesse tempo todo esses pseudobulbos ficam numa espécie de dormência da gema florifera)bom ai não adianta nada pq o q ela tinha q armazenar neste bulbo para sua floração já foi armazenado durante o desenvolvimento e o que for colocado 3 meses antes não mudara o resultado da floração, ou seja, é uma coisa que não funciona e muito anti prático o que faz com que nós fiquemos confusos, já passei por isso várias vezes até cair a fixa! Bom então gente a mensagem que quero que fique é a seguinte. Temos que adubar nossas plantas sempre de forma completa e balanceada tentando aproximar do ideal sempre o máximo possível independente do adubo que usamos, mas sim saber bem o que estamos usando e se precisamos complementar com outros ou não e fazer desta etapa uma etapa prazerosa e pouco onerosa em tempo e custo e para isso os caminhos são vários, vai do gosto de cada um.
Bom, mas continuando então quanto que devemos aplicar??? Esta sem dúvida é uma pergunta importante. Muitas vezes seguimos as recomendações feitas pelos fabricantes, mas já paramos para pensar se esta quantidade é suficiente? Ou será que é excessiva? Ou será que é de menos?? É complicado mas cada adubo é cada adubo e muito pouco se sabe, mas uma coisa já foi comprovado. Nós adubamos normalmente muito menos do que deveríamos adubar nossas plantas com as diversas formulações existentes, mesmo com o BeG. Mas então e agora??? Bom felizmente o pessoal correu atrás disso e hoje em dia já existe o que podemos chamar de "RECOMENDAÇÃO DE ADUBAÇÃO PARA ORQUÍDEAS", sendo que esta recomendação foi desenvolvida para o adubo BeG e uma das vantagens desta recomendação, que eu passei a utilizar, digo que no inicio relutei e tive medo, mas depois vi experimentei e aprovei, foi a de reduzir em muito o tempo de aplicação, alem da aplicação mais próxima ao ideal possível dela. Bom mas qual seria a grande diferença dessa recomendação?? Seria o fato em que esta recomendação não está relacionada a quantidade de água a ser utilizada e sim a quantidade de adubo em relação a quantidade de plantas o que facilita e faz com que usemos menos água, em quanto as recomendações dos fabricantes dos diversos produtos fazem sua recomendação em relação a quantidade do produto por Litro de água. Sem dúvida gente isto otimiza muito nosso trabalho, tornando até mais divertido, já que no início apanhamos um pouco para seguir a recomendação e então nos desafiamos a conseguir e fazer isso em menos tempo possível. Bom mas como que funciona isto??
É simples gente esta recomendação foi baseada dividindo nossas orquídeas em categorias, sendo estas:
Plantas adultas;
mudas pequenas fase de bandeja ou coletivos;
mudas pequenas pouco maiores
mudas médias
microrquídeas.
A cada categoria dessa foi aproximada a quantidade de adubo que deveria ser usada para uma quantia de 100 plantas, ou seja, as contas sempre são feitas para cada 100 plantas para facilitar. Bom mas então precisamos no nosso orquidário com várias plantas conta-las e separa-las em categorias e na hora de fazer a solução precisamos fazer uma para cada categoria?? Bom a parte de contar e separar sim, mas apenas para se ter um controle maior e não necessariamente precisa ser bem exato, se a contagem for complicada vc pode estimar o número de plantas e as categorias e anotar isto num caderno ou planilhas mas quanto a solução não precisa fazer uma solução para cada categoria. Orá! Então como funciona?? Bom a grande sacada desta recomendação é sim pelo tempo que vc jogara o jato com adubo na planta, sendo que para cada categoria esse tempo mudará, sendo que para as que precisam de menos o tempo é menor e conforme aumenta a necessidade aumentam os tempos e no final da aplicação não sobrará nada de adubo. Bom mais quais são essas quantidades??
Bom vou colocar aqui uma planilha que fiz e para quem tiver interesse pode me mandar um e-mail que mando a planilha de cálculo de adubação que é de simples uso e já da o resultado final para preparar o adubo sem complicações.

Vamos ao exemplo:
suponhamos que temos 400 plantas no total no orquidário correto?
suponhamos que 250 são adultas, sendo que 2 destas 250 são vasos enormes entouceirados e outras 5 são Vandas muito grandes, sendo então que estas plantas exageradamente grande podemos conta-las como o dobro, ou seja 2 adultas, portanto esses 2 vasos + as 5 vandas totalizando 7 contaríamos como 14 o que no final totalizam 264 plantas adultas;
suponhamos q temos ainda mais 50 microrquídeas;
suponhamos q temos ainda mais 50 mudas pequenas em vaso:
suponhamos q temos ainda mais 50 mudas médias.

colocando estes dados na planilha temos:








Clique nas imagens para ve-las ampliadas

Bom de acordo com os cálculos feitos através da planilha chegamos a conclusão que precisamos de 30,9 gramas ou arredondando 31 gramas ou 30 gramas que é o que vamos de fato preparar e este então após o preparo da solução faremos a pulverização ou rega controlando o tempo do jato nas plantas, priorizando o substrato, já que a absorção foliar é quase zero sempre lembrando q quanto menos a dosagem necessária para a planta(ver tabela 1) menor o tempo do jato e assim q aumenta a necessidade maior o tempo e no final de tdas as plantas não pode sobrar adubo. Lógico que no início vamos apanhar um pouco pra acertar a mão, mas com o tempo e treino isso se torna fácil e quanto a questão de pesar não precisar ser uma balança de precisão, podendo ser aquelas balanças baratinhas de braço tipo a da foto a seguir q dão uma ótima ideia do peso. Lembrando que esta é uma recomendação para adubações semanais e se quiser-mos fazer quinzenal as quantidades precisam ser em dobro e lembrando para preferir os horários frescos dos dias para fazer a adubação, seja pela manha cedo ou a tardinha.
 

Bom gente encerro este post agradecendo a todos pela atenção. Espero que tenham gostado e mais uma vez termino dizendo; Não existe uma maneira única para se fazer uma boa adubação e ter os resultados que queremos para nossas orquídeas, mas sim várias e cada uma com uma aproximação maior ou menor do que queremos. Esta foi uma das boas recomendações existentes, mas acredito que logo apareceram outras e outras até mais bem elaboradas talvez, lembrando que o importante é que demos as nossas plantas uma adubação sempre completa e balanceada e que tentamos entender o que estamos fazendo.

Qualquer dúvida é só escrever ou entrar em contato que terei o prazer de responde-los.

76 comentários:

  1. E pra quem tem poucas orquídeas? Estou iniciando agora e tenho poucas...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá um bom adubo para quem tem poucas plantas, inclusive até existe dele pronto uso é o Biofert orquídeas excelente adubo completo muito indicado para quem tem poucas planta.

      Excluir
  2. Olá Andrew!!!!
    Adorei sua explicação!!!!
    Obrigada!!!

    ResponderExcluir
  3. E aí Andrew, beleza?

    Cara, possuo um Dendrobium phalaenopsis (Denphal) que atualmente está bem florido. Porém, fiz dupla polinização para conseguir novas mudas e para adquirir experiência. Agora que a planta está tanto com flores como com cápsulas, gostaria de saber qual adubo devo utilizar nessa fase, uma vez que, flores e cápsulas exigem bastantes nutrientes da planta. Devo usar um adubo mais abundante em Nitrogênio, Fósforo ou Potássio? Tem algum outro nutriente que não pode ficar escasso nessa fase?
    Desde já agradeço a atenção.
    Abraço.

    José

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá José! Obrigado pela visita! Quanto a questão do adubo para a fase de frutificação é muito importante o papel do potássio, pois uma de suas funções nas plantas esta ligada ao transporte da sacarose e outros compostos da planta para o fruto, o que em outras palavras se traduz na nutrição e na formação das sementes de modo mais adequada, acarretando a falta deste elemento em frutos menos vigorosos e pode ocorrer muita semente chocha o que é ruim. Como o potássio está geralmente em quantidades adequadas nos adubos utilizados normalmente é só manter a adubação normal, com um adubo adequado para orquídeas que seja completo e balanceado. Uma dica de uma boa adubação, principalmente para a formação da cápsula e todas as demais fases é o BeG orquídeas multinutriente, que é equilibrado em todos os macros, incluindo o cálcio tão exigido, quanto nos micronutrientes importantíssimos.
      Quanto as cápsulas pode ser que seja interessante também fazer uma manejo delas se for necessário, eliminando a mais fraca e deixando apenas uma cápsula forte, isso também garantirá uma melhor formação da cápsula e das sementes.

      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato novamente. No mais, tenha uma ótima semana José!

      Excluir
  4. Obrigado pela explicação, Andrew. Muito exclarecedor.
    É uma pena não haver desse adubo B&G aqui na cidade onde moro (interior de PE). Outra opção seria comprar pela internet, mas o valor do frete acaba inviabilizando isso. =\

    Só mais uma dúvida...

    Existe alguma diferença nos resultados entre uma polinização feita manualmente e outra naturalmente (pelos insetos ou beija-flores)? A polinização feita naturalmente rende melhores resultados?

    Como já te falei anteriormente, fiz uma polinização dupla há algumas semanas. Porém, para a minha surpresa, ontem (segunda) vi um beija-flor fazendo uma nova polinização. Coisa rara de se ver. =D
    Agora a flor já começou a murchar e, dando tudo certo, uma terceira cápsula surgirá em breve.
    Conforme você me aconselhou, devo eliminar as mais fracas para que a cápsula selecionada possa se desenvolver plenamente e as sementes tenham maior vigor. Seria interessante deixar a que foi polinizada pelo beija-flor ou uma das que já estão um pouco mais desenvolvidas?

    Abraço.

    José

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jose! quanto ao adubo realmente a distância complica, mas pelo PAC o frete não fica encarecido e dependendo da quantidade pode compensar. Quanto a polinização tanto faz ser natural ou artificial, a diferença entre uma e outra é que na natural não temos controle do que será polinizado, portanto cruzamentos indesejados podem ocorrer em alguns casos. No caso da polinização artificial o controle é toral, o que permite fazer cruzamentos e polinizações controladas, tão bem quanto um uso mais racional das políneas, inclusive podendo armazena-las por até 1 ano para cruzar com plantas que floresçam em épocas diferentes.

      Quanto a cápsulas também não faz diferença, apenas deve-se verificar a que se encontra em melhores condições e eliminar as demais para assegurar um bom desenvolvimento da mesma.

      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas José é só entrar em contato novamente. No mais, uma ótima Quinta e até a próxima!

      Excluir
    2. Ótimo esse texto,simples e principalmente objetivo,eu já uso o B&G,sugerido pelo Agrônomo Marcus Locatelli..

      Excluir
  5. Boa tarde Andrew
    Neste final de semana estive na exposição de Santos Dumont e conversei muito sobre essa questão de adubação. O Círculo Orquidófilo de Santos Dumont e o orquidário Binot defende a idéia de usar torta de mamona e farinha de osso de 2 em 2 meses. Não me lembro direito, mas acho que 70% de torta de mamona e 30% de farinha de osso. Vc sabe se é essa a medida? Alguns ainda completam essa mistura com cinza. Vc acredita que é uma boa mistura?
    Estranhamento, em toda a caixa de farinha de osso fala que não se deve misturar com torta de mamona e vice versa.
    No início, quando comecei a cultivar orquídeas por ter poucas usava o Biofert. Agora que construí uma estufa maior decidi replantar minhas plantas, dividir as plantas grandes em mais vasos e adquirir mais algumas. Acabou dando muitas plantas, então resolvi substituir para os produtos da B&G : Orquídeas B&G, Orquídeas Micronutrientes e Orgânico B&G.
    Ao ler alguns fóruns de discussão, algumas pessoas falaram que estão tendo um bom resultado intercalando B&G com Biofert semana um, semana outro. Mesma coisa com a adubação orgânica B&G e torta de mamona + farinha de osso, de 2 em 2 meses.
    Depois disso tudo, o que vc acha? Essa mistureba pode dar certo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo! Olha de fato o uso da farinha de osso e torta de mamona ajuda muito, primeiro porque são adubos de liberação lenta, segundo porque a farinha de osso fornece bastante cálcio boro e outros elementos importantes e a torta de mamona o nitrogenio e outros elementos, o que melhora muito o desempenho das plantas. Tanto que, a torta e a farinha são componentes da fabricação do bokashi que é também largamente utilizado com excelentes resultados.
      No caso quanto as misturas o maior cuidado deve -se ter é com os excessos, principalmente com micronutrientes, pois uma vez vc tendo beg multi nutriente, biofert, beg micronutriente e o orgãnico pode-se ter problema com excesso de adubação e aí o resultado pode ser desastroso intoxicando a planta. No caso, uma boa combinação que dá muito bom resultado é o uso do BeG multinutriente com o BeG orgânico, aí neste caso não precisaria entra com o micronutriente e nem a torta de mamona e farinha de osso. Tem algumas pessoas que usam também apenas o BeG organico e estão gostando muito dos resultados. Possívelmente ele leva torta de mamona e farinha de osso na composição também.
      Bom espero ter te ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato novamente! No mais, tenha um ótimo fim de semana e até a próxima!

      Excluir
  6. Muito obrigado Andrew. Mais uma vez suas informações foram de extrema importância.Vou então utilizar somente os produtos da B&G.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
  7. Andrew posso te perguntar só mais uma curiosidade.
    A alguns dias li num fórum uma pessoa falando que o Biofert é utilizado somente para floração. O rapaz coloca até uma explicação técnica falando dos nutrientes, como não entendo nada, fiquei boiando. Isso pode ser verdade ou somente mito?
    Qdo utilizava o Biofert realmente minhas cattleya sempre davam no mínio três botões florais, tive algumas até com 6 e 7 botões e todos abriam e as flores ficavam perfeitas. Mas isso pode ser só coincidência ou por estarem bem adubadas isso acontecia.
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paulo! Sim o Biofert Orquídeas também é uma fórmula muito boa e balanceada dá de fatos ótimos resultados, uma boa quantidade de fósforo q ajuda na floração de fato, mas o único problema em relação ao biofert é que não rende muito e fica caro. Para quem tem poucas plantas é ótimo, mas para quem tem uma coleção grande aí já complica. Infelizmente a Biofert não trabalha com linhas de produtos para grandes cultivadores o que seria bom se existisse devido a qualidade de seus produtos, mas a BeG também você vai notar esse grande desempenho das plantas.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só perguntar!
      No mais tenha uma excelente semana e até a próxima!

      Excluir
  8. celis 14/08/2013 ola Andrew tudo bem,voce pode me dizer se poso apligar biofert orquideas nas raiz e folhas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Celis Sim sim tanto faz não tem problema, mas dê prioridade para raízes pois as Orquídeas absorvem praticamente tudo que elas precisam pelas raízes, pois possuem uma das raízes mais desenvolvidas do reino vegetal.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato novamente. No mais tenha um ótimo fim de semana e até a próxima!

      Excluir
  9. celis 17/08/2013 obrigada andrew otimo fim de semana para voce tamben ate breve!

    ResponderExcluir
  10. Olá Andrew, deixo uma sugestão pra você abordar sobre como proceder quando compramos uma planta de um orquidário e a levamos para casa. O que tenho observado é que geralmente as plantas estão muito prensadas com o substrato no vaso... Comprei plantas plantadas em vaso com sfagnum e o substrato estava tão socado que a água mal penetrava, mas depois que se conseguia molhar o vado demorava demais para secar. Perdi algumas plantas por causa da forma como vieram plantas ser diferente de como as minhas plantas estão. Daí surge um grande problema com rega e adubação. Se a gente rega tudo igual como está acostumado, corre o risco de afogar as plantas novas plantadas de outra forma e assim por diante... Então, sempre que trago uma nova planta a primeira providência e´retirá-la do vaso e refazer o plantio como estão as outras, com raízes bem arejadas (tenho observado que o modo do plantio de muitas plantas compradas não seguem este requisito) e boa drenagem... Enfim, taí uma sugestão pra que você comente sobre os procedimentos de replantio para que as formas de adubação tenham mais eficácia, pois uma planta "mal plantada" ou com plantio diferente do "plantel" pode sofrer e até morrer sem que a gente saiba o porquê.
    É isso aí. Abraço.
    Jô Zué Orchids
    https://www.facebook.com/orquidario.jrg

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jozué! ötima sugestão e sim posso providenciar material para uma postagem sobre o assunto, pois de fato dentro da cultura comercial da orquídea existem formas muito diferentes de cultivo e o sfagnum é muito utilizado nos orquidários em regiões mais frias com ambiente mais controlado onde a rega e adubação é muito controlado, mas em climas mais quentes se torna um problema sério. De fato poso tentar preparar um material bacana sobre o assunto. Pode deixar que pensarei com bastante carinho sobre o assunto. Forte abraço!

      Excluir
  11. Bom dia
    Meu nome é Gizele e moro no RJ, gostaria de saber se posso usar o adubo 4 14 8 (granulado) nas minhas orquideas, se sim, qual a quantidade e como fazer a adubação?
    Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gizele.
      Olha, não é recomendado o uso de adubos granulados, pelo fato que eles são muito fortes e liberam muito rápido os sais e em grande quantidade intoxicando as raízes e podendo matar a planta. O ideal é o uso dos adubos solúveis em dosagens baixas. Como você também é do Rio você pode comprar na Casa Progresso na Rua buenos Aires, entre a uruguaiana e a Rio Branco o adubo Biofert Orquídeas que é um adubo completo, inclusive com cálcio e seguro para você usar. Lá você encontra para comprar e é um ótimo adubo. Aí você pode seguir a recomendação do fabricante e se quiser pode adubar semanalmente sem problema na mesma dosagem que já é baixa. Bom espero ter te ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato novamente. No mais tenha uma ótimo dia e até a próxima!

      Excluir
  12. QUAL ADUBO IDEAL 0PARA MICRO ONCIDIUM QUE NÃO QUEIME OS BROTOS E ESTIMULE O ENRAIZAMENTO?

    EDEN FRANCO
    shirowheeling@ig.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá não existe um adubo que seja 100% ideal, mas existem uma gama de bons adubos no mercado, uns mais completos e outros menos completos em diversas formulações. Existem hoje em dia adubos que são bem completos com macro e micronutrientes inclusive o cálcio tão fundamental. O BeG e o biofert orquídeas são 2 exemlplos deste tipo de adubo muito bons, agora quando se trata de microrquídea geralmente a adubação deve ser bem mais diluída para evitar a queima da planta,
      Bom espero ter ajudado, mas qualquer coisa é só perguntar,

      Abraços!

      Excluir
  13. Olá Andrew, estou adorando seu site, parabéns!!!!
    Gostaria de saber como devo aplicar o calcio em minhas orquídeas, tenho poucas, mas estou apaixonada e pretendo aumentar minha coleção. Uso Peters, desenvolvimento, manutenção e floração, gosto, mas sei que tenho que complementar e não só com calcio. Como devo fazer? Obrigada!!! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paula! No caso o uso do peters ou outro adubo incompleto tipo 20 20 20 ou outra fórmula npk balanceada você pode complementar usando adubos orgânicos como bokashi ou viagra ou outro preparado orgânico para orquídeas colocando uma colher de chá no canto do vaso de 3 em 3 meses, ou então em vez de usar peters usar uma fórmula mais completa e balanceada contendo todos os nutrientes necessários. Isso dispensaria o uso de adubos para floração ou outros. Uma boa adubação completa e balanceada é o adubo BeG Orquídeas multinutriente que é um adubo completo e balanceado garantindo uma boa nutrição da planta. Existem outras boas fórmulas no mercado também. Veja a postagem do blog sobre tópicos em adubação onde se encontram algumas recomendações utilizadas dê uma lida e qualquer outra dúvida é só entrar em contato novamente. Segue o link: http://orquideassemmisterio.blogspot.com.br/2013/08/topicos-em-nutricao-de-orquideas.html

      Tenha uma ótima semana e até a próxima!

      Excluir
  14. e a marca Forth, tem para manutenção e floração, é um bom produto? obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá o Forth é sim! bom produto, mas os de floração não são necessários o mais importante é o de manutenção e o que tenha cálcio na formulação.

      Excluir
  15. Parabéns mais uma vez! André adorei seu poste sobre adubação. André tenho notado uma grande confusão sobre adubação, uma delas é o uso de produtos inorgânicos e orgânicos ao mesmo tempo, li matéria de vários orquidófilos que condenam o uso dos dois ao mesmo tempo, alegando que quando se esta usando o orgânico, ele esta trabalhando na produção elementos e enzimas, então ao usarmos o inorgânico, eliminamos essas funções. Qual é a veracidade dessa informação, pois para nós que amamos essa maravilhosa planta. isso acaba complicando, que muitas das vezes possamos sermos seus assassinos, Andrew, sobre o B&G, eu estou usando-o a muito tempo, acho-o muito bom, porem tenho notado que algumas plantas não estão florindo, ou seja, elas estão saudáveis, mas não estão florindo, é o caso de minhas labiatas, nos últimos 2 anos elas não floriram a contento. Obs. Eu tenho plantas variadas, na verdade eu só tenho vandas..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Devanis! Realmente não existe nenhum consenso sobre o tema adubação, mas que os adubos orgânicos são prejudiciais às plantas isso também é uma inverdade, pois mesmo que eles precisam ser mineralizados para que as plantas possam assimila-los quem faz esse trabalho são os microrganismos e é perfeitamente possível e muito utilizado o uso das 2 formas de adubação com excelentes resultados, claro obedecendo as recomendações estabelecidas para cada caso.

      Quanto a labiatas outros fatores podem estar influindo na floração e pode ser, ou falta de luz, ou substrato ácido ou outro fator que esteja prejudicando o desenvolvimento da planta. Verifique como está as raízes e o substrato das plantas e faça as medidas necessárias de acordo com a avaliação.
      Bom espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  16. Olá Devanis! Realmente não existe nenhum consenso sobre o tema adubação, mas que os adubos orgânicos são prejudiciais às plantas isso também é uma inverdade, pois mesmo que eles precisam ser mineralizados para que as plantas possam assimila-los quem faz esse trabalho são os microrganismos e é perfeitamente possível e muito utilizado o uso das 2 formas de adubação com excelentes resultados, claro obedecendo as recomendações estabelecidas para cada caso.

    Quanto a labiatas outros fatores podem estar influindo na floração e pode ser, ou falta de luz, ou substrato ácido ou outro fator que esteja prejudicando o desenvolvimento da planta. Verifique como está as raízes e o substrato das plantas e faça as medidas necessárias de acordo com a avaliação.
    Bom espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato. Forte abraço e até a próxima!

    ResponderExcluir
  17. Prezado amigo! Uma vez vi em um post, acredito que seu, falando sobre adubação, inclusive vi um outro, muito bom, nele você explanava várias maneiras de adubação, ou seja, com várias formulação. Esse que citei primeiro você falava do B&G nas Walkerianas, onde você dizia haver uma discrepância. Gostaria se possível, pudesse, dar um exemplo dessa discrepância, pois fiquei curioso. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Devanis! agora não estou lembrando qual foi a postagem, Você poderia citar qual foi para relembrar para explicar de forma melhor o assunto
      ?

      Excluir
  18. Boa noite Eng...
    li este poste e fiquei c uma duvida...vc disse q adubos p floração n é bom utilizar antes dos três meses da floração da orquídea, pq neste caso n interferirá em nda na floração da planta. Então..quando devo utilizar o adubo de floração p orquídeas? no caso da cattleya devo aduba-la quando ela soltar os brotos e os pseudobulbos estiverem se formando? pois assim eles vão acumular os nutrientes necessários p a floração... por outro lado, é nesta faze q dizem q devemos usar adubos c nitrogenio q são indicados p o crescimento deste broto...entao...quando li este poste n sei mais quando usar o adubo de floraçao e quando usar o de crescimento, na minha região n tem o BeG...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Thiago, na verdade o adubo de floração nunca deve ser utilizado, pois eles não tem efeito algum na floração. O mais adequado é o uso em todas as fases dos adubos balanceados e completos, principalmente quando ocorre o desenvolvimento de bulbos e enraizamento pois é a fase em que ela mais assimilará carbono pela fotossíntese e assim mais necessitará dos nutrientes para o seu correto desenvolvimento e quando falo adubo completos e balanceados, eles precisam ter de forma balanceada os macro, os micronutrientes e precisa ter o cálcio, fundamental para bom desenvolvimento e floração das plantas.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo mais dúvidas é só entrar em contato novamente. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  19. ola sou marco aurelio ramos tenho um orquidario com 220 especie e 123 hibridas ,gostei de sua postagem , muito proveitosa ,gostaria de poder depois trocar algumas duvidas com cv sobre quais adubos certos devemos usalos ,ok meu e-mail e orquidarioramos@gmail.com , um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco! Tendo dúvidas é só entrar em contato quando quiser.
      Um feliz Natal e um excelente 2015! Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  20. Olá Andrew!

    Gostei muito do seu post, muito esclarecedor. Estou começando no mundo das orquídeas e o tema adubação sempre gera muita confusão, ainda mais com a diversidade de informação encontrada. Uma dúvida, Qual a maneira correta, se é que existe, de aplicarmos a adubação:
    Depois de molharmos a planta ou com a planta "seca" já irrigando com o adubo?

    Muito obrigado e um Ótimo Ano Novo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Will! A demora em responder foi devido as férias de fim de ano e Janeiro do Orquídeas Sem Mistério, mas agora com o início das atividades as perguntas serão respondidas semanalmente.
      Obrigado pela visita e olha, esse tema gera bastante discussões, entretanto fico com a corrente de adubar após regar, pelo fato que adubos são sais que são colocados para a planta absorver e para que ela absorva é necessário que eles sejam dissolvidos na água e quando regamos antes facilita muito a dissolução dos sais facilitando o transporte passivo dentro do corpo vegetal melhorando a eficiência dos adubos, agora quando se aplica adubos sólidos, como os orgânicos é necessário a rega em seguida por estarem na forma sólida, mas para os que serão aplicados na forma líquida a rega antes de adubar é sempre melhor.
      Além disso também direcionar o jato sempre para substrato e raízes, onde ocorrerá a maior parte das absorções, mas se cair nas folhas não tem problema algum.
      Espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só perguntar. Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  21. ANdrew, gostaria de saber se adubo de cocô de galinha é indicado para orquideas? obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! A demora em responder foi devido as férias de fim de ano e Janeiro do Orquídeas Sem Mistério, mas agora com o início das atividades as perguntas serão respondidas semanalmente.

      Olha é bom ter cuidado, pois ele precisa ser bem curtido e o ideal é que não aplique na forma sólida, mas sim coloca em uma água e deixa por algum tempo ele curtir aquela água e depois coar e aplicar aquele caldo resultante, mas mesmo assim evitar exageros pois é muito forte.

      Excluir
  22. comecei agora com o cultivo de orquideas, Phalaenopsis essa está com as folhas verdes porém começou a rachar, passei canela e comecei a borrifar mais agua e nasceu 1 folha nova, 3 meses agora após floração pq rachou as folhas?,a outra é uma cymbidium, estava bem, com 2 brotos, derepente começou a secar as folhas... o que pode ser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olhá é comum em plantas bem vigorosas com folhas bem firmes e bem adubadas, principalmente com adubação excessivamente nitrogenada delas racharem, mas não significa nenhum problema isso, agora o Cymbidium é necessário ver o que aconteceu. Se foi excesso de água, se sua região é adequada para cultivo de cymbidiuns, se foi ataque de doença ou ficou seco demais. Como você cultiva seu cymbidium, Qual sua região??

      Excluir
  23. Joi a sem quere esbarrei. No seu blog..e começeu a lê. Ali outro ali encontrei a pessoa certa pra me ajudar a ter orquídea. .sou apaixonada. E descobri que gosto exatamente. Das mais complicadas. Kkk nem. Os nomes eu sei mas estou determinada..ja tenho algumas. Bem simples. Mas achei pedaços de orquídeas em uma avenida e to na torcida tem 3/4meses confesso que não. Acteditei. Que ia acontece. Busquei informações na net..e coloque-as em carvão. E fique na exptativa. Tem1mes que saiu uma folha pequenina..a unica o outro pedaço que tinha uma folha queimada. Também nasceu uma folha. So tem um bolbo que nem. Vive e nem. Morre..e foi nessa busca de hormonio que encontrei seu blog..maravilhoso. Eu quero ter orquídea. Quero compra. Mudas ???minha pergunta pra vc e??se eu compra as sementes..de orquídeas. Como faço pra germinar...ja que as mudas de lindas orquídeas. Sao caras...dessde ja muio obrigado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá maria! Bacana isso e você irá conseguir recuperar sim! Leia bastante, observe e adquira os produtos certos para o cultivo.
      Agora quanto a sementes! Não compre sementes, pois se você comprar, será mais uma pessoa caindo no golpe das sementes de orquídeas, pois estas não são comercializadas por uma série de motivos que impede seu cultivo e elas não são semeadas como plantas comuns. Precisam de condições especiais para sua germinação que geralmente é feita in vitro com meio de cultura adequado e estéril.
      Adquira plantas adultas ou mudas que é o melhor caminho para quem está começando a cultivar. Se você quer comprar orquídeas com qualidade e preço adequado não compre em floriculturas ou supermercados, mas sim nas exposições de orquídeas ou nos orquidários comerciais e quanto a esses muitos vendem pela internet e são de excelente qualidade valendo a pena comprar.
      Bom, espero ter lhe ajudado, mas tendo dúvidas é só perguntar.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  24. Ola Eng. Agrônomo Andrew Fogtman gostaria de receber via email, sua tabela de adubação tenho poucas orquídeas e gostaria de usar seu método de adubação. Obrigado!!! meu email limascuba@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marcia! Eu faço uma tabela bem simples baseada no número de plantas, mas como o BeG agora mudou um pouco tive que fazer uns ajustes também, então uma maneira bem simples de você adubar, caso use o BeG apenas é só seguir a recomendação do fabricante. 5ml por litro de água semanalmente.

      Excluir
    2. Obrigado pela dica , mas sou o Marcio rsrsrrss abraço...

      Excluir
  25. Olá Andrew. Comprei uma Cattleya e percebi que o pseudobulbo mais novo está mais gordinho que os outros. Será que isso indica que vai florir? Caso positivo, devo aumentar ou diminuir a frequência da rega? E a frequência da adubação? Obrigada. Segue os links das fotos:

    https://www.flickr.com/photos/tephinha/28013207036/in/photostream/

    https://www.flickr.com/photos/tephinha/28013205766/in/photostream/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Stephanie! Olha ou esse pseudobulbo já floriu ou ele não deve florir, pois esse já é um bulbo maduro e geralmente quando eles vem para florir eles emitem a espata floral que sai da base da folha e cada pseudobulbo só floresce uma vez. Se ele não tem espata e já está a muito tempo assim ele não irá florir, devendo esperar outros brotos virem. Quantos aos cuidados mesmo se tivesse para florescer seria continuar cuidando normalmente.

      Excluir
  26. Obrigada pelos esclarecimentos, Andrew!

    ResponderExcluir
  27. Olá Andrew! Venho tentando adubar minha Denphal com fertilizantes prontos para o uso, mas percebo que as pontas das raízes ficam queimadas. O que devo fazer? Obrigada!

    ResponderExcluir
  28. Olá Andrew. Tenho algumas orquídeas em árvores. Poss pulverizar com o adubo BeG? Elisabete

    ResponderExcluir
  29. Boan noite Andrew! Comprei no mercado umas orquídeas sem flores: um denfhal, fhal e um dendobrium todas com raízes.podres limpei as e troquei o substrato. Agora to em dúvida qto aos adubos, comprei da Firth enraizador, manutenção e floração e tbm o vitagold, gostaria de saber se posso usar o enraizador e a vitamina alternados até sua recuperação e qdo usar os outros adubos. Sou iniciante e não tho experiência com orquídeas, mas quero aprender, pois amo mto essas miudezas..está espero contar com sua ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Vc fez bem ter trocado o substrato e limpado tudo. Quanto aos adubos da forth são muito bons. Por agora pode ir sim usando intercalado o forth raiz e o vitagold e assim que elas estiverem enraizando aí passe para o forth manutenção e fique utilizando o forth manutenção durante todo o seu ciclo. O forth floração não é necessário seu uso.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  30. Boan noite Andrew! Comprei no mercado umas orquídeas sem flores: um denfhal, fhal e um dendobrium todas com raízes.podres limpei as e troquei o substrato. Agora to em dúvida qto aos adubos, comprei da Firth enraizador, manutenção e floração e tbm o vitagold, gostaria de saber se posso usar o enraizador e a vitamina alternados até sua recuperação e qdo usar os outros adubos. Sou iniciante e não tho experiência com orquídeas, mas quero aprender, pois amo mto essas miudezas..está espero contar com sua ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Vc fez bem ter trocado o substrato e limpado tudo. Quanto aos adubos da forth são muito bons. Por agora pode ir sim usando intercalado o forth raiz e o vitagold e assim que elas estiverem enraizando aí passe para o forth manutenção e fique utilizando o forth manutenção durante todo o seu ciclo. O forth floração não é necessário seu uso.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  31. Boa noite.
    Olá Eng. Andrew tenho várias Katléyas gostaria de saber por qual motivo não estão florescendo?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Olha existem vários motivos, mas geralmente o principal é a falta de luz. Como é o seu ambiente de cultivo. Envie fotos para orquideassemmisterio@gmail.com
      Forte abraço??

      Excluir
  32. Olá, fiquei um pouco confusa tenho estas espécies oquideas aqui,Phalaenopsis,dendobrim, cymbidium, sapatinho,chuva de ouro,vandas, orquídea bambu,zygopetalum, catleyas,estava usando adubo para floração orquídeas west Garden, mas já acabou, e estava alternando com.de crescimento 28_14_14 do orquidário paulista,e sempre verde foliar, alternando semanalmente,e tb fiz sachês de biokashi, continuo fazendo assim ou devo outro método de adubação, sempre rego antes de aplicar os adubos e rego tudo folhas e raízes,tenho bastante especies aqui, estava pensando em deixar no substrato só a sapatinho orquídeas bambu q estão em terra e a cymbidium q está com bastante pedras e casaco pinus e carvão o restante quero colocar em cachepôs, e não usar substrato pra poder molhar todos os dias, fico esperando sua ajuda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa! Olha realmente em relação a adubação você encontra um grande número de informações e muitas opiniões e muitas dão certo, mas o mais importante é entender o que é a adubação e a importância dos nutrientes na planta e escolher uma recomendação que atenda as necessidades das orquídeas e seguir ela. Como adubação não é uma ciência exata dependendo de muitos fatores e sempre se atualizando as recomendações que também podem sofrer atualização ao longo do tempo, mas independente dessas questões teóricas o importante é escolher uma recomendação e segui-la, mas para isso primeiro é fundamental entender que para que sua adubação seja eficiente é fundamental que o seu ambiente e os demais elementos do cultivo estejam de acordo, ou seja, as plantas estejam em local com boa umidade, bons vasos e substratos e iluminação adequada, sem estar escuro demais e outra coisa que será importante é que como você tem uma diversidade grande e pretende colocar tudo em treliça e cachopos será necessário ver quais que poderão fazer isso e quais que não, lembrando que as terrestres como cymbidiuns, bambu e também o próprio zygopetaluns não são adequados para esse tipo de cultivo, mas Oncidiuns, Cattleyas e outras epífitas sim e também sempre prestar muita atenção com a questão da umidade do ambiente, pois ela, junto com a iluminação são cruciais para que o resto funcione bem e sua adubação seja eficiente.
      Agora quanto a adubação o BeG se mostra um excelente produto bem completo e um ótimo balanceamento e contém cálcio e micronutrientes sendo uma opção eficiente e bem simples para quem não quer ficar misturando um monte de produto correndo o risco de ter mais erros.
      Recomendo o BeG pois irá simplificar sua vida e não necessitará de outra fonte por ele ser bem completo e bem balanceado e assim você terá menos trabalho para adubar.
      Faça a adubação semanal com o BeG seguindo a recomendação da embalagem e sempre antes de adubar regue bem as plantas e faça a adubação ou no início da manha ou no final da tarde e nesses dias muito quentes prefira no final do dia joia?
      Se quiser e no caso das terrestres como cymbidiuns e bambu pode fazer a adubação orgânica usando sache de bokashi a cada 2 meses e usando o BeG semanal normalmente. No caso das terrestres a adubação orgânica é fundamental até para garantir uma melhor qualidade do substrato que é a base de terra. Nas espiritas ela pode ser dispensada. Nas terrestres faça a adubação orgânica sem usar sache e nas epífitas se quiser fazer também faça usando o sache se preferir.
      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!

      Excluir
  33. Ola Eng.Agronimo Andrew bom dia...eu comprei um produto de adubo 08-51-08 para aplicar nas minhas orquídeas...porém estou em dúvidas porque não sei como aplicar por estar começando a criar algumas orquídeas, minha dúvida quando é que devo aplicar o adubo e em que período e e horário. Também se pode ser dia de muito sol ou de chuva....Este adubo é mais para floração e fortalecimento ou preciso de outro produto?
    Muito Obrigado aguardo sua resposta. Agenivaldo Almeida Silva
    agenivaldosilva@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Agenivaldo! Então, primeiramente essa formulação é do tipo granulado ou pó para aplicar sobre o substrato ou é para dissolver em água e pulverizar ou regar as plantas? Qual a Marca? Em Orquídea não é recomendado o uso de adubos granulados ou pó para aplicação sobre substrato, pois as queimam com facilidade, sendo indicado ou os de liberação lenta ou os solúveis. Quanto a formulação se usam mais essas rica em fósforo para ajudar na floração ou no enraizamento de plantas recém plantadas, mas o mais indicado é o uso de fórmulas mais balanceadas e que tenham cálcio e micronutrientes também.
      Quanto a aplicação geralmente se faz iniciozinho da manha ou final do dia e nunca com sol quente e geralmente para os solúveis se aplica semanalmente ou quinzenalmente.

      Excluir
  34. Boa noite. Sou iniciante. Tenho 10 orquideas a maioria phalenopolis e alguns dendobriuns. Comprei as em novembro do ano passado. Fiz o transplante para o vaso de ceramica em dezembro. Acho que elas estao na fase de enraizamento. No meu caso Qual adubo vc recomenda: o biofert ou o b&g. Se usar os dois alternando uma semana um e depois na outra semana o outro obterei melhores resultados na floracao? Outra pergunta: recomendaram-me usar o extrato pirolenhoso como excelente enraizador, o que vc acha? Posso usar o extrato pirolenhoso diluido na agua na irrigacao diaria? E com relacao ao adubo biofert ou o adubo b&g eu aplico uma vez por semana somente? E o po de canela vc recomenda usar com qual freqiencia?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aquiles! Você pode preferir o BeG, é um adubo de melhor qualidade e vai lhe dar boa resposta usando semanalmente embora o biofert também seja bom, mas é mais fraco. Pode usar apenas o beg e o pirolenhoso pode usar quinzenalmente para ajudar no fortalecimento da planta e prevenção de problemas. Quanto a canela em pó usar principalmente quando tiver cortes ou ferimentos na planta.

      Excluir
  35. Tenho muitas cápsulas de cálcio d, posso dissolver e colocar nas orquídeas

    ResponderExcluir
  36. Olá, Andrew Fogtman! Onde encontro o fertilizante B&G? Moro em Niteroi, RJ. Ele está disponível para venda online?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!! Olha tenta entrar em contato com o pessoal da ASSON, eles costumam ter em sua sede, mas caso não tenham pode comprar pelo site da beg: www.begflores.com.br

      Excluir
  37. Olá!
    Estou começando a cultivar orquídeas e do material informativo encontrado esse foi o melhor! Parabéns pelo seu trabalho e obrigada por compartilhar informações que nos ajudam tanto!
    Abraço

    ResponderExcluir
  38. Olá Andrew. Sou novato na "Orquidofilia" e tenho tido, graças ao bom Deus, algumas poucas dificuldades. Iniciei minha coleção no início de Junho/2017 com 6 exemplares de Phalaenopsis que, por algum motivo que não sei compreender nem controlar, não param de estender suas hastes florais e não interrompem suas florações. Atualmente já conto com 50 exemplares entre Phalaenopsis, Dendrobium, Cymbidium, Ocidium, Laelias e Cattleyas. Utilizei inicialmente a adubação com o Forth Manutenção 20-20-20 e agora em Setembro migrei para o B&G Orquídeas - baseado especialmente nos seus comentários e indicações - perfeito seu Blog para aqueles que buscam informações e opiniões mais técnicas. Mas, voltando às Phalaenopsis e às dificuldades - estou realmente surpreso com esse crescimento contínuo e ininterrupto das hastes florais acompanhado do também contínuo desabrochar de novas flores nesses últimos quase 120 dias. Isso é normal nas Phalaenopsis? Contudo, um dos indivíduos repentinamente teve todas suas folhas severamente murchadas - sem nenhum prejuízo da floração - nenhuma flor murchou depois dessa constatação e, pelo contrário, aquelas que estavam abrindo concluíram seus processos. E esta é minha "pequena" dificuldade. Sequer consigo entender se é "esgotamento"/"colapso" da planta ou se de fato pode ser alguma doença bacteriana, virótica, etc... Assim, a pergunta que de fato gostaria de fazer é se você pode me ajudar no sentido de esclarecimento e/ou de me indicar algum site ou literatura que me auxilie no controle e vigilância das patologias das orquídeas.

    Qualquer ajuda será muito bem vinda pois não gostaria de contabilizar nenhuma "baixa" na coleção antes dos primeiros 12 meses. Forte abraço e, pelamordedeus, continue o excelente trabalho que você têm desenvolvido nesse blog - parabéns.
    Ass - Marco A R - São Paulo/SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco! Obrigado pelo comentário e vamos lá...
      Então boa parte das Phalaenopsis, inclusive as híbridas como as suas possuem um hábito de florescimento sequencial, ou seja, ela emite a haste e essa cresce e emite seus botões que abrem e ficam abertos por um período, mas se notar a porta da haste continua verde e assim que essa primeira leva de flores murcham aí essa ponta tende a volta a crescer e emitir mais botões e assim sucessivamente, portanto é normal isso ocorrer e a haste pode passar facilmente de 1m ou até mais.
      Agora o outro lado da moeda. Esse período agora que coincide com o auge da floração das Phalaenopsis híbridas é também o período mais seco do ano e as temperaturas já começam a se elevar, o que aumenta os efeitos da baixa umidade e sem contar que nesse período de floração as Phalaenopsis estão com um consumo de água e gasto energético lá nas alturas por causa das flores e juntando isso com a baixa umidade do ambiente você tem uma transpiração excessiva da planta acarretando em desidratação. Quando a planta se encontra já muito enfraquecida por causa da desidratação excessiva pode ser necessário interromper o processo de floração para que ela pare de queimar tanta energia e água diminuindo assim sua transpiração e direcionando o gasto de energia para emissão de novas raízes e folhas aliado com reforço das regas e medidas para aumentar a umidade relativa do ar no ambiente de cultivo.
      Caso a desidratação não seja tão severa é possível manter as plantas floridas mas reforçar as regas e tomar medidas para aumentar a umidade relativa do ar, porém de tempos em tempos é sempre interessante dar um descanso as plantas para que ela possa concentrar seus esforços em emitir folhas e raízes sendo essa época de primavera e verão a mais indicada para isso.

      Bom, espero ter ajudado, mas tendo outras dúvidas é só entrar em contato.
      Forte abraço e até a próxima!!!

      Excluir